Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Petro prepara visita ao Santa Rita

Paulo Caculo - 10 de Maio, 2017

Técnico dos petrolíferos recomenda cautelas no jogo de amanhã no Uíge

Fotografia: M.Machangongo| Edições Novembro

O Petro de Luanda não é favorito à vitória, no jogo frente ao Santa Rita de Cássia FC, agendado para amanhã às 15h00, no Estádio 4 de Janeiro, referente a abertura da 14ª jornada do Girabola Zap. A garantia foi dada ontem, em conferencia de imprensa, pelo treinador principal dos tricolores, Beto Bianchi, quando fazia o lançamento da partida.

O hispano -brasileiro fez questão de esclarecer que a interpretação que faz do favoritismo é completamente diferente daquela que julgam os jornalistas. Ou seja, para o técnico favoritos só existem depois do jogo acabar.

\"Sabemos que vai ser um jogo difícil, vamos encontrar muitas dificuldades, só vamos ser favoritos depois de terminar o jogo. Não posso saber se os jogadores vão fazer um bom jogo, como na jornada passada, onde correu tudo perfeito táctica e tecnicamente. Apesar de ser eu a preparar a equipa,  não sei no dia dos jogos como vão estar os jogadores\", adiantou-se a justificar o treinador.

\"O Santa Rita é o último colocado, mas acho que no futebol o favoritismo é só depois do jogo, porque se você não faz bem as coisas, não tem como ser favorito. Se não metemos mais intensidade que o adversário, não somos favoritos. Se o nosso adversário correr muito mais, se estiver com melhor concentração, não tem como sermos favoritos. Só depois do jogo é que vou saber se somos ou não favoritos\", acrescentou.

Questionado sobre se o Petro, enquanto candidato ao título não tinha mais responsabilidades no jogo, sobretudo pelo facto de estar melhor posicionada (terceiro classificado), perante um adversário que luta para não descer de divisão e que ocupa a última posição do campeonato, o técnico dos tricolores foi peremptório na resposta:

\"A responsabilidade do Petro começou na segunda-feira, com o dia a dia de preparação, com o treino. A nossa responsabilidade é treinar bem, estudar bem o adversário,  analisar bem o jogo. Esta é a nossa responsabilidade. Logicamente que a gente vai com a intenção de ganhar, mas nunca podemos dizer que somos favoritos. A imprensa pode falar, eu não!

Beto Bianchi sublinhou que a \"colheita\" de pontos, e os resultados conseguidos pela equipa em 13 jornadas, espelham muito bem o \"bom rendimento\" do grupo no campeonato. O treinador garantiu, igualmente, que este ano o Petro está muito melhor em relação à época passada,  convida os analistas a olhar para os números da equipa.

\"Estamos com mais golos marcados, menos golos sofridos, e mais pontos em relação ao ano passado. É só olharmos para os números. Estamos melhor que no ano passado. Isso, da sequência de resultados positivos deve-se muito ao calendário. O calendário do ano passado era diferente, não é igual ao da presente época. Penso que o importante é ver os números e ver que estamos em todos os sentidos melhor em relação ao ano passado\", referiu.


GOLEADOR TRICOLOR
Tiago Azulão pode ser poupado


A integração de Tiago Azulão nos titulares do Petro de Luanda para o jogo de amanhã à tarde, no Estádio 4 de Janeiro, no Uíge, com o Santa Rita de Cássia FC, pode não ser um facto. De acordo com o que deixou ontem transparecer, o avançado brasileiro e goleador da equipa deve ser poupado, em virtude de vir de uma prolongada lesão.

Apesar de confirmar a presença do jogador entre os convocados e nas opções para o jogo de quinta-feira, o treinador do Petro fez questão de evitar que o avançado integre os titulares, deixou também em aberto a possibilidade de Tiago Azulão jogar alguns minutos, talvez na segunda parte do desafio.

\"Todos os jogadores são opções para o jogo, a decisão do onze inicial vai ser amanhã (hoje). Possivelmente, o Tiago pode ser poupado também, em função de ter recuperado agora da lesão\", disse o experiente treinador.

Dada a delicadeza da região (joelho) em que o jogador contraiu a lesão, e em virtude do longo tempo de paragem (quase cinco semanas), as recomendações médicas sugerem a uma entrada paulatina do jogador nos jogos da equipa, de formas a evitar novas complicações. Hoje, às 9h00, a equipa treina pela última vez, antes do embate frente aos católicos uigenses.

A viagem da delegação tricolor para o Uíge acontece no principio da tarde de hoje, após o almoço. Os jogadores convocados permanecem no Catetão, após a sessão de treinos, ao passo que os não convocados são dispensados.
 PC