Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Petro recorre do castigo a Bianchi

Paulo Caculo - 19 de Setembro, 2017

Petro recorre do castigo a Bianchi

Fotografia: Jornal dos Desportos

A direcção do Petro e Luanda vai recorrer do castigo aplicado pelo Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol (FAF) ao seu treinador principal, Beto Bianchi, na sequência das incidências no jogo frente ao 1º de Agosto, referente à 24 jornada do Girabola Zap, informa a página oficial do clube no Facebook. À semelhança do que escreveu o Jornal dos Desportos numa das suas edições, o treinador do Petro de Luanda não escapou a um castigo superior a um jogo de suspensão, tendo sido punido com um mês, por ter sido expulso do jogo frente aos militares e tentado agredir o árbitro assistente.

A atitude do hispano-brasileiro constou do relatório do juiz António Caxala, que revelou haver \"um leve toque do dedo em riste do treinador ao primeiro assistente, em sinal de descontentamento\" à ordem de expulsão, que Beto Bianchi recebeu aos 59 minutos de jogo.O treinador tricolor, antes de abandonar o banco, esteve a gesticular com o assistente. Num destes gestos tocou com o dedo indicador na testa do auxiliar de António Caxala, atitude que mereceu uma sanção disciplinar do Conselho de Disciplina.

Deste modo, o treinador tricolor, cuja equipa recuperou na 25ª jornada a primeira posição da tabela de classificação do Girabola Zap 2017, mercê da vitória sobre a Académica do Lobito, por 4-2, e beneficiando do empate (0-0) do rival 1º de Agosto, ante o Progresso Sambizanga, cumpriu no último sábado, diante dos estudantes lobitangas, a primeira semana de castigo.Caso o campeonato cumpra o curso normal, Beto Bianchi pode voltar ao banco de suplentes dos tricolores apenas na 28ª jornada do campeonato.