Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Plantel volta a acusar pressão

Benigno Narciso - Lubango - 29 de Setembro, 2016

Desportivo da Huíla com resultados negativos

Fotografia: Jornal dos Desportos

As desatenções defensivas e a fraca capacidade de finalização dos avançados, são as fragilidades reveladas de forma repetida pela equipa, que penalizam a formação do Desportivo da Huíla com resultados negativos, na luta pela fuga à despromoção.

Dos 13 jogos que realizaram na condição de visitado, os comandados de Ivo Traça perderam seis, empataram três e venceram quatro. A fraca produtividade fixa a equipa na 23ª posição com 26 pontos, apenas acima  das três últimas posições de despromoção, classificação aquém das expectativas.

A pobre produção obriga o técnico Ivo Traça a apontar de forma recorrente a negligência dos defesas, e a falta de concretização dos avançados, como uma das principais causas da fraca safra produzida pela equipa que revela “perfeição” táctica, disciplina ofensiva e rigor defensivo, no início das partidas, mas à medida que o desafio se desenrola, acaba por cair na rotina das falhas identificadas.

Assim, não foi com surpresa que o técnico Ivo Traça manteve o discurso de sempre, com semblante de lamentação em relação à desatenção da equipa, após a derrota expressiva de 4-1 consentida diante do 1º de Agosto, no Estádio do Ferroviário, no Lubango, em desafio referente à 25ª jornada do Girabola Zap 2016.

“Dominamos o adversário e podíamos marcar dois golos nos primeiros 15 minutos, durante os quais a minha equipa esteve impecável. Contudo, o adversário marcou aos 18 minutos e isso  desestabilizou a equipa, tudo por força de erros na defesa, desatenção mais uma vez, infelizmente”, lamentou.

O treinador  apontou também os maus resultados em casa, como consequência da pressão que pesa sobre a equipa quando actua na condição de visitado, espera  reavivar o grupo em relação a tolerância zero que decretou para os jogos que faltam disputar, os quais qualificou como autênticas finais, e por isso, com obrigação de vencer de forma a conquistar os pontos necessários para assegurar a permanência da equipa no Girabola.