Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Polcias imitam tricolores

Valdia Kambata - 19 de Julho, 2018

Kabuscorp do Palanca e Interclube repartiram pontos no drbi luandense da 24 jornada do campeonato

Fotografia: Vigas da Purificao | EDIES NOVEMBRO

Os Polícias, com possibilidade de de se juntar aos dois primeiros classificados, entraram  para o jogo determinados a conseguirem os três pontos  e o primeiro sinal deste desejo aconteceu aos sete minutos quando Da Paiza fez um remate de que valeu a pronta intervenção do guarda-redes JB que, conseguiu desviar a bola para fora .
Em consequência deste cruzamento de canto, o médio ofensivo dos Polícias Dany, saltou no meio dos centrais do Kabuscorp e quase inaugurou o marcador. Valeu novamente e pronta intervenção do \"keeper\" dos palanquinos.
O Kabuscorp do Palanca, a jogar em casa,  diante do seu publico, rapidamente  assumiu o controle do jogo e equilibrou a partida  e foi chegando  mais à baliza de Landu.
Aos treze minutos  De Paiza  rematou forte para a defesa incompleta de Landu e, na recarga, Nelito empurrou para baliza, porem... o defesa do Interclube Valdez jogou a bola com a mão, impedindo, assim, que a mesma entrasse .
O árbitro, próximo da jogada, assinalou grande penalidade . Filhão, chamado a cobrar , fê-lo na perfeição, apontado o golo  do Kabuscorp do Palanca.
Quando tudo indicava que a equipa dos Polícias estaria  perdidas em campo, pelo contrário, assumiu o jogo e foi criando varias oportunidades de golo. Aos 26 minutos a equipa do Kabuscorp viu o seu guarda - redes a lesionar-se substituído por Josué . A partir deste momento os Policias ganharam mais confiança  e,  praticamente, \"alugaram\" o meio campo dos donos de casa . Paty, Silva  e Mano Calesso, comandavam  as operações , criando varias situações de Golo. Quando tudo indicava  que  os donos da casa teriam outra postura em  campo, em virtude da vantagem  numérica,  foi a equipa dos  Polícias  que entrou com muita  determinação e, por isso,  continuou atacar,  procurando o golo de empate.
 Os Polícias  tiveram a sua grande oportunidade para igualar o marcador, quando o \"keeper\" Josué escorregou. Porém, o ponta  de lança  Pedro não acompanhou a jogada   perdeu a oportunidade de marcar. Nesta  altura  a equipa palanquina  apenas só jogava  em contra ataque, pois, tanto Lamy como Nandinho mostravam-se já cansados.
Aos 70\' os Policias finalmente chegam ao tão almejado golo por intermédio de Silva que, do \"meio da rua\"  rematou em jeito, batendo o guarda- redes Josué.
Após sofrer o golo o Kabuscorp do Palanca  recuou, defendendo com unhas e dentes o empate. Ainda  assim  a equipa palanquina viu o árbitro a anular um golo por um suposto fora-de-jogo. Os Polícias  perderam, assim, mais uma oportunidade de se juntarem ao Petro de Luanda  no segundo lugar.
A equipa de arbitragem, liderada  por Bernardo Nagolo, fez um trabalho medíocre . Em varias situações não exibiu a cartolina amarela quando devia e esteve mal  ao anular o golo do Kabuscorp do Palanca, por suposto fora de jogo.