Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Polcias procuram tranquilidade

Valdia Kambata - 27 de Abril, 2016

Treinador -adjunto assegura pensamento positivo do grupo que defronta esta tarde o Sagrada

Fotografia: Jos Soares

A derrota na jornada passada  diante do Progresso do Sambizanga referente à nona jornada do Girabola Zap faz parte da história.

Por isso, o Interclube defronta hoje à tarde no Dundo o Sagrada Esperança, com determinação e vontade de retomar às vitórias, aliás, são garantias do adjunto José Luís Borges.

"Temos trabalhado para vencer. Para este jogo (com o Sagrada Esperança) fizemos a mesma coisa. Temos a nossa equipa pronta para fazer um bom resultado diante  do Sagrada.  É um adversário difícil com grande tradição no futebol angolano e por isso, merece todo o respeito.

O Sagrada  é uma equipa forte, com bons  jogadores e que está muito motivada  em função dos bons resultados que  está a fazer  nas competições  africanas. Mas  o mais importante é vencermos  este  jogo no Dundo", afirmou.

Os polícias depois da vitória na oitava ronda voltaram a perder na nona , desta vez diante dos sambilas. A esse  respeito  o técnico-adjunto José Luís Borges garante que a pressão está  sempre presente, "mesmo que não estivéssemos numa situação melhor em relação à esta", nos jogos do Girabola  existem  muita pressão, por isso acredita  que vai ser um jogo extremamente difícil.

" O Sagrada  é uma equipa  que está numa situação semelhante à nossa  e que vai lutar com todas as forças  para conquistar a vitória", salientou .

No treino de ontem, o técnico neste  dois dias  de trabalho  mostrou-se preocupado com a linha atacante dos diamantíferos , alertou os defesas para manterem-se concentrados e atentos às movimentações ofensivas do Sagrada Esperança, que não vai contar com o goleador  Love Cabungula. 

O Interclube  é o décimo classificado com dez pontos,  enquanto o Sagrada Esperança é o nono, com a mesma pontuação, o que faz antever  um acentuado despique com cada um dos antagonistas à procura de um resultado tranquilizador.

Em função da  actuação  da equipa  no jogo  com o Progresso do Sambizanga, em que perdeu por  2-1, os polícias podem entra em campo com uma equipa  diferente. Ou seja,  Nelson - Filipe, Mvon  ou Valdez, Fabrício e Rico - Pirolito,  Paty, Paz, Karanga ou Nandinho -; Chico e Moco. 
VK