Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Polcias registam ascenso

Antnio Flix - 09 de Maio, 2016

O piloto do Team Orbel, Edson Miranda, continua de pedra em cal na categoria dos 450cc (moto 4) do campeonato provincial de Luanda de motocross. Roquinho, como conhecido, obteve a terceira vitria consecutiva na competio, no ltimo sbado, e reforou

Fotografia: M.Machangongo

Colocando de  parte o grande 1º de Agosto, que em boa verdade vem fazendo, até aqui, um campeonato irrepreensível no sentido de continuar líder e, por esta razão, manter acesa a chama de forte candidato ao título, a duas outras notas de realce na 11ª jornada do Girabola ZAP foram a subida do Interclube para o quarto lugar e o atraso,  de dois pontos, admitido pelo do Petro de Luanda.

O Interclube, ao impor uma derrota de 1-2 ao Petro de Luanda, saltou do sétimo lugar onde estava com 16 pontos para quarto, somando 19, o que constitui a prova de que quer mesmo afirmar-se, até ao fim, como forte candidato ao título, corporizando assim a "palavra de ordem"  exaltada no início da época pelo presidente do clube, Alves Simões.Em onze jornadas já disputadas, os polícias estão a dar a ver que possuem um plantel mais ambicioso, se comparado ao da época passada.

O investimento que foi feito está a produzir resultados.A equipa está neste momento a um ponto do campeão Recreativo do Libolo(terceiro), ao qual poderá ultrapassar se na próxima jornada  poder ganhar ao agora titubeante Benfica de Luanda e esperar que os libolenses caiam aos pés dos sambilas
Se tal acontecer voltará a ser mais uma prova de aposta da turma da polícia que, depois de o ter subido ao pódio pela primeira vez em 2007 sob a batuta o técnico brasileiro Carlos Mozer, só voltou a conquistar o título pela última vez em 2010 com a rédeas do treinador português Álvaro Magalhães.

O Petro de Luanda é que, por sua culpa, à saída da 11º jornada só não ficou a dois pontos do 1º de Agosto. Isso porque não destilou futebol suficiente para colocar "de sentido" os polícias e, desta forma - embora seja ainda cedo - abala a sua determinação de também lutar de jornada a jornada para as faixas de campeão desta época.Vindo de uma vitória galvanizante (1-0) sobre o Kabuscorp do Palanca,  esperava-se que o Petro de Luanda cilindrasse o Interclube e  somasse três pontos. Mas... debalde.

O empate consentido só garantiu a aproximação do Interclube e, na próxima jornada, a tarefa do Petro, desde já, não se advinha fácil. Pela frente terá um ASA a jogar com a avidez de tirar a corda ao pescoço, pois, é o penúltimo da classificação. O Desportivo da Huíla, por seu lado, está a mostrar sinais de abanar na classificação. De líder inicial, passou depois a segundo e, agora, é apenas o sétimo. O técnico Ivo Traça, diante do empate (0-0) com o 4 de Abril, reconheceu que "vamos trabalhar para os próximos jogos”.