Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Polciais travam tricolores

VAL?DIA KAMBATA - 31 de Agosto, 2017

O Petro de Luanda perdeu a oportunidade de estar frente do 1 de Agosto na classificao

Fotografia: Jos Soares| Edies Novembro

O Petro de Luanda perdeu a oportunidade de igualar-se ao 1º de Agosto na tabela classificava, ao perder ontem, para o Interclube, por claros 2-0, em jogo de atraso, referente à 18ª jornada do Girabola Zap. O Interclube entrou bem no jogo, não dando grandes espaços ao seu adversário, que foi inicialmente ao jogo com a clara missão de conquistar os três pontos.

A fazerem uma segunda volta onde ainda não averbaramqualquer derrota, os Polícias têm apresentado um bom futebol, obrigando os adversários a empenharem-se em efeito, como ontem viu-se da parte do Petro. O primeiro perigo dos tricolores na partida saiu dos pés de Tony que, depois de uma combinação com Tiago Azulão, rematou forte para a defesa de Neblu e, na resposta, os Polícias chegam ao primeiro golo por intermédio de Fabrício, depois de um cruzamento de canto, cobrado por Duarte.

Depois do golo do Interclube, a equipa do eixo viário não baixou os braços. Continuou a jogar com a mesma disposição e foi assim que, aos 35 minutos, numa jogada rápida, comandada por Job, este assistiu a Tiago Azulão à entrada da grande área , mas rematou forte... para fora!

Nesta altura praticava-se um futebol muito rápido numa toada de "ora ataco eu ora atacas tu". A terminar a primeira parte, os Petrolíferos tiveram a grande oportunidade para empatar o jogo, quando Job cruzou para a cabeça de Tiago Azulão. Valeu a pronta intervenção de Neblu.

REATAMENTO
Na segunda parte, a equipa de Beto Biachi entrou forte. Foi para cima dos Polícias e, diga-se mesmo que, nos primeiros trinta minutos desta etapa comandaram o jogo, criando várias oportunidades de golo eminente. Porém, do lado dos Polícias estava um guarda redes inspirado, que não deixava  nenhuma bola escapar.

Ao ver a sua equipa a ser "sufocada", Beto Biachi ainda fez  entrar Carlinhos para o lugar de Tony e Diogenes no de Manguxi, mas as alterações pouco ou nada surtiram efeito, pois os Polícias dominavam a partida tranquilamente.  Com a intenção  de dar maior dinamismo à sua equipa, o técnico Paulo Torres fez entrar Caleby no lugar de Duarte. Este mudou completamente o ritmo do jogo, sempre ladeado de Karanga, dupla que assumiu o ataque dos Polícias criando várias situações de golo.

Vendo o Petro por cima , os Polícias passaram a jogar em contra ataques rápidos  e foi assim que chegou o segundo golo, numa assistência de Paty que isolou Duarte: este  diante do guarda redes Gerson não teve dificuldades em mandar a bola para fundo da baliza, fazendo assim o segundo golo dos Polícias. O árbitro João Goma e os seus auxiliares estiveram bem ,tanto no ajuizamento dos lances e posicionamento em campo.

OPINIÔES
TÉCNICO
DO INTERCLUBE
Paulo Torres

“Felicito as duas equipas”

"Foi um jogo bastante disputado. Tema  uma primeira parte que eu considero, do ponto de vista estratégico, em que sabíamos que as bolas paradas iriam colocar-nos numa situação difícil e foi o que aconteceu.  Valeu a intervenção do nosso guarda redes . A partir daí assumimos o jogo e conseguimos marcar o golo por intermédio do Fabrício, depois numa transição rápida  que já é habitual na nossa equipa. Conseguimos ainda marcar o segundo golo. Felicito as duas equipas pelo bom jogo".

Técnico
do Petro
Beto Bianchi

“É jogo para esquecer”

" Jogámos, criámos várias oportunidades. Mérito para o guarda redes  Neblu que defendeu lances que poderiam ter decidido o jogo a nosso favor, mas no futebol não existe  campeões morais. Os três pontos foram para o Interclube. É jogo para esquecer Agora é só pensarmos no Recreativo da Caála. Temos ainda um jogo em atraso então vamos manter a caminhada . Infelizmente nos dois golos deveram-se a nossas falhas. O primeiro e do Duarte numa zona onde,  não entendi, estava sozinho. São falhas que se paga caro"