Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Polcias apostam na tranquilidade

Valdia Kambata - 28 de Maio, 2016

Formao do Rocha Pinto tem a estratgia montada para regressar s vitrias ante um adversrio moralizado aps a vitria no jogo da ronda passada na recepo aos palanquinos

Fotografia: M.Machangongo

O Interclube está em prontidão para o jogo desta tarde, às 16h00, no estádio 22 de Junho, frente ao 4 de Abril do Cuando Cubango.

A realizar uma recuperação a todos os níveis positiva, os polícias querem regressar às vitórias, ciclo interrompido na ronda passada após o empate a três bolas diante dos militares, anulando uma desvantagem de 3-0. 

O ambiente na formação do Rocha Pinto é de satisfação e o objectivo para recepção ao 4 de Abril é de conquistar os três pontos, sem descurar as boas exibições que tem patenteado nas últimas jornadas.

Ao longo da semana a equipa trabalhou com maior incidência a componente ofensiva, estratégia que a equipa técnica pretende adoptar para contrariar os intentos do adversário moralizados com o triunfo em casa frente ao Kabuscorp.

A entrega e a determinação demonstrada nas duas últimas sessões deixou antever que teremos esta tarde um Interclube demolidor. O treinador insistiu muito no ataque combinado e com remates a longa distância.

A estratégia montada, segundo apuramos, visa anular a ousadia do conjunto orientado por João Machado, formação que almeja repetir o feito alcançado na recepção a um candidato ao título.

Para este confronto a equipa técnica pode operar várias alterações com vista a dar maior dinâmica e mobilidade ao seu conjunto. Com isso e em função também do rendimento nos treinos, o Médio Paty pode voltar a equipa principal no lugar de Paz.

Quem também pode merecer a confiança de Zdravko Logarusic é o médio esquerdo Cachi, autor de um dos golos dos polícias na jornada passada, relegando para o banco o médio ofensivo Dasfaa.

 Face ao trabalho desenvolvido ao longo da semana, o treinador deve utilizar de inicio os seguintes atletas: Nelson, Filipe, Fabrício, Valdez, Rico, Pirolito, Paty, Karanga, Cachi, Pulson e Chico.


4 DE ABRIL
João Machado
traça objectivo


O regresso às vitórias na recepção ao Kabuscorp, elevou os níveis de motivação do 4 de Abril. Depois de um 'período negro', o conjunto orientado por João machado quebrou o enguiçou e obteve um resultado que relança a confiança na equipa e espero manter nesta esta.

O técnico não teve receio em afirmar que o triunfo obtido na ronda passada eleva os níveis de motivação dos seus atletas para a visita ao Interclube e aos próximos compromissos.

Na antevisão ao jogo desta tarde, no 22 de Junho, o treinador afirmou a Rádio Cinco que com muito sacrifício, empenho e dedicação conseguiram afastar os fantasmas que perseguia o seu conjunto.

"Conseguimos acabar com a malapata dos maus resultados e esperamos manter nesta senda, já que precisamos de pontos para alcançar os objectivos que perseguimos no campeonato nacional e espero repetir a mesma exibição nesta jornada", destacou.

João Machado não valorizou apenas a vitória, mas enalteceu o facto da equipa que orientada ter conseguido marcador golos, um dos males que contribuíram para não alcançarem resultados positivos nas últimas partidas.

"Conseguimos regressar aos golos, algo que esta difícil nos últimos jogos. Espero que isto sirva de incentivo porque precisamos de muitos pontos. O Interclube é uma grande equipa e está bem lançado para os seus objectivos, mas temos as nossas virtudes  ", revelou. 


“Estamos tranquilos e confiantes”


O técnico-adjunto do Interclube, José luís Borges garante que a moral do grupo é boa e garante que a equipa vai disputar a conquista dos três pontos até a exaustão para se manter na luta pelos lugares cimeiros da tabela classificativa.

“A disposição do grupo é óptima, pois, tudo quando programamos para esta semana correu-nos bem e por isso estamos tranquilos”, afirmou.

Assegurou que a disposição para esta partida continua a ser a mesma, conquistar os três pontos rumo ao objectivo traçado pela direcção para esta época, embora admite que nem sempre os objectivos são concretizados por razões de vária ordem.

“ Vamos entrar para este jogo com a mesma disposição de sempre, com vista a conquistar os três pontos mantendo o nosso nível competitivo”, salientou o técnico-adjunto dos polícias. Luís Borges está ciente das dificuldades que vão encontrar, ainda assim, assumiu que mantém os níveis de motivação em alta para levar a melhor sobre o adversário esta tarde em casa.

“ Temos a certeza que vai ser é difícil, mas tenho a certeza que os jogadores vão dar o seu melhor, pois, é o momento de estarmos mais unidos para ver se conseguimos pontuar e manter vivo o nosso propósito”, sublinhou.

Quanto a equipa adversária, considerou ser um conjunto aguerrido e orientado por um treinador bastante experiente nestas andanças. “O 4 de Abril é uma equipa bem orientada e com bons valores”, avançou.

“Tal como nós, o objectivo é lutar para melhorar a sua classificação e tudo vai fazer para lutar pelos três pontos” disse o membro da equipa técnica dos polícias.