Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Polcias cautelosos recebem diamantferos no 22 de Junho

Valdia Kambata - 11 de Julho, 2015

Jos Lus Borges tcnico adjunto do Interclube garante que a equipa est bem depois de uma vitria fora de casa diante do Acadmica do Lobito

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Interclube recebe  hoje às 17h00, no  Estádio 22 de Junho, o Sagrada Esperança, com muita cautela, para o jogo referente à 16º jornada  do Girabola.

O técnico adjunto dos polícias, José Luís Borges, garante, que a equipa está  bem, depois de uma vitória  fora de casa,  diante do Académica do Lobito, na marcação de grandes penalidades. “Estamos bem, a  equipa reagiu bem no jogo  passado,  por isso, acredito, que vamos fazer um bom jogo diante do Benfica do Lubango”, disse.

Embora  a confiança  esteja em alta, a equipa técnica liderada por Vaselin Vesko,  sabe, que vai encontrar uma  equipa  com o mesmo desejo. “O Sagrada Esperança é uma  equipa  muito bem organizada, com capacidade de competir com qualquer equipa  no Girabola. Por isso, é necessário algum cuidado para não sairmos derrotados”, esclareceu José Luís Borges. Quanto ao  estado anímico dos jogadores, o técnico disse  ser bom  em função do trabalho que foi feito até ontem de manhã, numa sessão de treino, no campo 22 de Junho. Notou-se grande entrega e vontade dos membros da equipa, sobretudo, nas acções de ataque combinado e remates à longa distância, com os quais pretendem marcar golos.

Em relação à finalização, foi um  dos problema que a equipa  enfrentou na primeira  volta. Os polícias  contam com dois  reforços, nomeadamente, Namachoa e Aguinaldo. Para  este confronto ficam de fora  o médio ofensivo Day Day, a recuperar-se de uma lesão, tal como Kembua, Djemba e Lolo.

Com uma ou outra alteração, o “onze” que Vaselin Vesko coloca de inicio hoje à tarde, diante dos diamantíferos , pode não  fugir muito ao utilizado no jogo com Académica do Lobito: Nuno, Filipe,  Fabrício, Valdez e Cristiano, Bebe ou Ibraim, Paty, Paz, Nandinho ou Karanga; Moco e Aguinaldo.


ZONAL DE APURAMENTO
Porcelana
quer voltar
ao Girabola


O Porcelana Futebol de Cazengo  defronta o Ismael do Uíge, no domingo, em  jogo pontuável para a primeira jornada da série A do torneio de apuramento ao Girabola-2016.

O técnico da equipa de N’Dalatando, Sarmento Seque, disse, ter consciência das dificuldades a encontrar no Uíge e nos outros campos, defende, que “dentro do campo podem tornar as coisas mais fáceis, pois acredita na capacidade dos seus jogadores”.

Ao longo da semana, a preparação para o jogo correu dentro da normalidade. Sarmento Seque privilegiou uma peladinha na quarta-feira,  em que notou que a equipa chuta pouco, por isso, insiste  no trabalho de posse de bola e finalização.

Sarmento Seque disse ao Jornal dos Desportos, que tem inscrito para a presente competição 24 atletas, já tem o onze de base formado, porém, preocupa-lhe as indisponibilidades do ponta de lança, Careca, que se lesionou num jogo treino frente ao Benfica de Luanda (em que perdeu por duas bolas a zero) bem como do trinco Arsénio a cumprir castigo federativo.

As mazelas do conjunto
De entre outras a grande mazela do Porcelana, é a quebra física, a partir dos 65-70 minutos de jogo, fica a equipa  depois sob sufoco.

A esse respeito, o técnico disse, que tal problema está ultrapassado e ficou provado nos jogos de preparação. Nesse ciclo, a jogar no esquema 4X4X2 variável para 4X5X1 o Porcelana foi a Malanje vencer o Sport local por 2-0, em Luanda, empatou com o Petro por 2-2,  perdeu por 3-1, frente ao Libolo.

 Os jogadores do Porcelana começam a prova, com salários em atraso, que variam entre os quatro e seis meses. “Esses jogadores são heróis, mas a moral é boa”, disse o treinador. O torneio de apuramento é uma maratona de dez jogos, ascende de imediato à primeira divisão a formação que maior número de pontos somar.