Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Polícias com baixas de vulto

Valodia Kambata - 01 de Março, 2017

Capitão do Interclube foi suspenso no jogo com o Petro

Fotografia: M. Machangongo

O Interclube prepara o dérbi do próximo sábado, às 16h00, no estádio 22 de Junho, com o Progresso Sambizanga, referente à quarta jornada do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola Zap, com uma certeza: Moco, Dasfaa e Lindala, três influentes jogadores do \"onze\" de Paulo Torres, não vão fazer parte do jogo.

O avançado e capitão Moco foi admoestado em duas ocasiões com o cartão amarelo no jogo com o Petro de Luanda, por isso cumpre uma partida de suspensão, enquanto o médio Dasfaa, autor do primeiro golo dos  polícias  no Girabola Zap, viu o cartão vermelho directo no mesmo desafio.  O jovem atleta  formado na Escola Norberto de Castro agrediu um  adversário e estará de fora por dois jogos.

E como um azar não vem só, o treinador Paulo Torres tem mais uma situação por resolver no meio-campo, substituir o médio ofensivo Lindala, que sofreu uma grave  lesão no ombro, numa disputa de bola com o brasileiro Tiago Azulão, no início da segunda parte do jogo de sábado último.   

Com base nisso, a equipa técnica dos polícias trabalha desde segunda-feira última, no seu campo, para encontrar as melhores soluções para os ausentes, num grupo em que não falta substitutos à altura. Para o lugar de Moco, por exemplo, três jogadores  estão na linha da frente, nomeadamente Chico, Kiloy e Chiló, enquanto que para o lugar do lesionado Lindala deve entrar o médio Baby para fazer parelha com Paty. O \"irrequieto\" Karanga deve preencher  a vaga geralmente ocupada por Dasfaa.

Apesar disso, existe forte convicção no seio dos polícias que os ausentes serão bem substituídos. Por isso, todos trabalham com determinação para que a equipa regresse às vitórias para dar estabilidade emocional ao grupo, pois dos 9 pontos possíveis, os comandados de Paulo Torres conseguiram apenas três, mercê da vitória (2-0) sobre o Santa Rita de Cássia FC do Uíge na segunda jornada.

Antes o Interclube havia perdido (1-0) com o Sagrada Esperança, no Dundo, e na terceira ronda caiu aos pés do Petro de Luanda (2-0).
A correcção das falhas verificadas ante o Petro de Luanda atarefou o plantel do Interclube nas sessões de segunda-feira e ontem.  Existe grande preocupação dos técnicos em corrigir o que está mal.

A equipa constrói boas jogadas, porém falha no toque final.  Aliás, é notória a melhorias que a equipa regista do ponto de vista táctico, facto reconhecido pelo treinador após a derrota de sábado último, embora Paulo Torres esteja desagrado pelo fraco rendimento da equipa na finalização.