Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Policias derrotam estudantes

Valdia Kambata - 04 de Abril, 2019

A viver um período de intermitência, o Interclube ontem entrou em campo com a obrigação de vencer o jogo com a Académica do Lobito  e, assim, estancar  a onda de contestação que a equipa tem sofrido.  Imbuídos deste espírito os, policias  entraram com a intenção de marcar logo nos primeiros minutos.
Foi assim que, aos seis minutos de jogo, numa jogada rápida conduzida pelo lateral direito, Carlitos assistiu Dasfaa que, na grande área, e diante do guarda redes,  Fany não conseguiu rematar de forma certeira.
Mais esclarecidos no terreno de jogo, os policias voltaram a criar perigo quando Mano Calesso, à entrada da grande área, rematou forte, tendo a bola batido no travessão,  dando a sensação de golo.
Por sua vez, os estudantes do Lobito, com uma equipa humilde, pouco ou nada faziam para contrapor as acções ofensivas dos policias, limitando -se a defender. 
Porém, aos 30 minutos tiveram  a sua grande oportunidade de inaugurar o marcador. Guelor, na grande área, diante de Landu, não conseguiu rematar, deixando os poucos adeptos da Académica, presentes no estádio 22 de Junho, bastante furiosos.
Como diz o velho ditado que quem na marca sofre, és que no final da primeira parte, o guarda redes Fany, ao bater o pontapé de baliza oferece a bola a Mano Calesso que só teve que empurrar a bola para o fundo da baliza, fazendo assim o 1-0.
No reatamento,  os policias entraram com a intenção de selar o resultado e, por isso, entraram com toda a força, mas.... foi dia des falhanços dos seus atacantes.
 Quer  Dasfaa, Modeste  e Paty  não tiveram calma suficiente para aproveitar as oportunidades de golos, deixando o seu presidente , Alves Simões, com os nervos a flor da pele.
João Paulino, vendo a sua equipa sufocado pela avalanche atacante dos policias  fez entrar Tchabalala e Hossi. Este, por sua vez, mudaram o rumo do jogo e obrigaram ao Interclube a recuar no terreno e muitas vezes a recorrer ao anti-jogo.
A Académica do Lobito teve duas grande oportunidades para empatar, por intermédio de Tchabalala e Hossi, porém, valeu a pronta interacção de Landu que conseguiu  assegurar a vitória dos policias .O trio de arbitragem oriundo de Cabinda,  chefiada por João Mavungo, não teve qualquer influência no resultado. Esteve bem no posicionamento em campo, bem como no ajuizamento das jogadas.