Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Polcias prontos a receber Kabuscrop

Valdia Kambata - 26 de Setembro, 2015

Vitria sobre o Progresso do Sambizanga trouxe outro alento equipa e pode ter reflexo positivo no campo

Fotografia: kindala Manuel

O Interclube, depois de conseguir a qualificação para as semi-finais da Taça de Angola, recebe hoje, às 16h00, no seu estádio, 22 de junho, o Kabuscorp do Palanca para um difícil “duelo”, em jogo referente  à 27 ª jornada  do Girabola.

Apesar do pouco tempo de preparação que tiveram após a vitória sobre o Progresso do Sambizanga, os atletas do Interclube garantem muito empenho para triunfar diante dos pupilos de Miller Gomes.

O estado anímico dos jogadores da equipa dos polícias é bastante elevado, a julgar por aquilo que nos foi dado ver ontem de manhã, durante mais uma sessão de treino no campo 22 de junho, onde preparavam o embate com o Kabuscorp do Palanca, um dos crónicos candidatos ao título, mas que atravessa um período menos bom no campeonato, pois está longe do primeiro classificado.

O técnico Veselin Vesko trabalhou a organização defensiva e correções nas movimentações ofensivas sem bola. O treinador aproveitou ainda os dois dias (quinta sexta e terça-feira) para corrigir também os erros que os seus pupilos cometeram no jogo diante do Progresso do Sambizanga, referente a Taça de Angola.

Cada um dos jogadores anseia uma vaga no plantel base para a partida, sobretudo porque não se regista contrariedade alguma no seu seio, pois o grupo goza de boa saúde, como assegurou o técnico dos policias. Pelo que se viu nas duas sessões de treino, o onze inicial provável de hoje pode ser formado pelos jogadores que defrontaram o Progresso do Sambizanga, nomeadamente Jotabe, Rico Fabrício,Filipe ,Valdez,Paty, Pirolito, Nandinho, Karanga,Kembua, Moco.

OPTIMISMO
O técnico dos Policias, Vaselin Vesko disse que o seu grupo está moralizado, com vontade de conquistar os três pontos porque ao logo destes dois dias trabalhou para tal.

Quanto ao seu adversário, o técnico dos polícias disse que "o Kabuscorp é uma equipa forte, sendo das melhores do nosso campeonato que sempre que entra em campo e para vencer. Tem um conjunto de atletas extraordinário e que sabem muito bem o que fazem em campo. Porém e nós temos equipa para contrariar e vencer, por isso acredito numa vitória".

Questionado se a vitória sobre o Progresso do Sambizanga, trouxe outro alento a equipa e que pode se refletir positivamente no campo, o técnico dos polícias foi claro: “ todas as vitórias trazem outro alento para a equipa. Mas ainda assim é necessário trabalhar, para um equipa que vem de uma derrota torna-se muito mais perigosa visto que vão querer mostrar que tem capacidade de vencer, portanto aqui o trabalho é que determina, até porque o jogo já é passado e esse jogo é outra história” disse o técnico principal dos polícias.

Quanto a maratona de jogos, o técnico disse que pode afectar o rendimento dos jogadores. “ Jogamos no domingo, quarta-feira, e agora no sábado e isso causa, naturalmente, algum cansaço. Não quero justificar uma possível derrota, pois nos vamos aparecer em campo com a mesma obrigação de vencer o jogo.

KABUSCORP
Mário e Poulson
regressam aos convocados


O regresso aos convocados do guarda-redes Mário e do avançado Jaime Poulson representam as principais novidades no Kabuscorp do Palanca, tendo em vista o dérbi desta tarde, às 16h00, frente ao Interclube, no estádio 22 de Junho.

Os dois jogadores falharam o jogo passado da equipa, por castigo federativo imposto pelo Conselho de Disciplina da FAF, em virtude da acumulação de cartões. O primeiro foi expulso no desafio frente ao Petro, após ser admoestados com duas cartolinas amarelas, ao passo que o segundo viu o terceiro cartão no mesmo embate.

Com o regresso de Mário e Poulson ao naipe de disponíveis, o treinador do Kabuscorp volta a contar com mais opções na defesa e no ataque, sectores considerados "chave" na manobra ofensiva da equipa. Uma boa-nova para Miller Gomes, que pode ver reforçada a equipa com jogadores habituais integrantes do "esqueleto-base" do conjunto.

Ao contrário de Mário, afastado dos convocados deve permanecer ainda o goleador Meyong. O avançado camaronês foi castigado com três jogos, em virtude do cartão vermelho directo que viu no jogo frente ao Petro. Em face disso, o atacante volta a estar disponível para o treinador apenas na 29ª jornada.

Quanto aos prováveis titulares, Miller Gomes pode apostar num "onze" pragmático, com Mário à baliza, ao passo que a linha defensiva deve ser formada por Silva e Bobo, no centro, e Lunguinha e Panilson, nas laterais.

No meio-campo jogam, Fiston e Kibeixa, Lami, Mano e Meda. Já no ataque, Miller Gomes pode apostar em Jaime Poulson, embora Patrick Anfumu estejam a espreita. 
Paulo Caculo  

DÉRBI NO 22 DE JUNHO 
Kabuscorp joga pelo segundo lugar da prova


A tarde deste sábado vai testemunhar mais um jogo quente da jornada, o Interclube - Kabuscorp, às 16h00, no 22 de Junho. As duas equipas estão quase no mesmo nível e qualquer resultado entre ambos, excepto uma goleada, nada tem de extraordinário.

Os polícias podem tirar proveito do moral elevado por atingirem às meias-finais da taça. O jogo desta tarde é para o campeonato, mas como acontece pouco dias depois do apuramento, ainda é capaz de espicaçar os atletas para fechar a semana com novo triunfo.

O Kabuscorp está a ser assolado por vários problemas extra-campos e qualquer um deles é capaz de afectar o rendimento da equipa. Ainda assim, ninguém está a espera de ver os palanquinos a integrar os pontos sem oferecer luta a equipa do Palanca, que já não consegue arrastar tantos adeptos como antes, mas os seus atletas têm feito coisas boas nos chamados jogos grandes, sendo que apenas perdeu um com o Libolo.

A intensidade do Interclube - Kabuscorp, não vai chegar ao 11 de Novembro, mas à mesma hora, 16h00, o Petro de Luanda vai receber o Desportivo da Huíla sob obrigação de vencer. Os tricolores estão consolados com o apuramento às meias-finais, mas agora têm de aparecer de cara lavada no campeonato.

O técnico Grasseli já reconheceu que a equipa precisa reagir antes do final do campeonato e lançou alerta aos seus atletas, agora resta saber se o plantel vão conseguir reagir, aliando o resultado a exibição. Até ao momento, os petrolíferos estão com dificuldades de se estabilizarem e alternar o bom com o mau resultado. 
O Desportivo da Huíla está a um degrau abaixo do seu adversário desta tarde, é 8º. com 32 pontos. A formação orientada por Ivo Traça tem sido bastante competitivo nos jogos disputados esta época contra os tricolores e não será surpresa se pontuarem neste jogo.

A jornada também reserva para esta tarde o aliciante Sagrada Esperança - Progresso Sambizanga, às 15h00, no Dundo. Os diamantíferos têm de ganhar senão acabam por complicar ainda mais as difíceis contas da permanência na primeira divisão.

Os lundas demoram a despertar, mas ainda vai a tempo de afastar em definitivo o espectro da despromoção, objectivo que os sambilas já atingiram, mas longe ainda dos objectivos traçados pela direcção para esta época.

A recepção ao Progresso Sambizanga ainda não é uma questão de vida ou morte para o Sagrada, mas é ponto assente que esta tarde podem aumentar, em caso de vitória, ou diminuir, com o empate ou derrota, a possibilidade de permanência. A pressão de vencer pode fazer com que os diamantíferos dêem chances aos sambilas de causar muitos estragos no contra-ataque.