Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Porcelana do Cazengo desafogado

Isidoro Natalcio- Ndalatando - 25 de Junho, 2016

Direco do grmio procura patrocinador para suportar despesas na segunda volta do Campeonato Nacional

Fotografia: Kindala Manuel

A liquidação de dívidas contraídas, a procura de patrocinador oficial e a destituição do treinador da equipa principal de futebol, marcam a realidade do Porcelana FC do Cazengo, nos últimos dias, depois do anúncio da desistência no passado dia 27 de Maio, data em que jogou e foi derrotado pelo Recreativo do Libolo, por 4-1, em desafio que contou para a 14ª jornada do Girabola Zap. 

O presidente de direcção da agremiação, Manuel Abreu da Silva, disse em conferência de imprensa que um patrocinador (que não revelou a identidade) disponibilizou verbas que permitiram o pagamento de salários dos jogadores, equipa técnica e pessoal administrativo referente aos meses de Março e Abril do corrente.

Manuel Abreu da Silva disse que a injecção financeira em causa, possibilitou igualmente o pagamento dos emolumentos à FAF, prémios pela ascensão ao Girabola, a alimentação de atletas numa das unidades hoteleiras de Ndalatando, e provavelmente nos próximos dias, vai  pagar o mês de Maio. Por saldar, fica a divida da hospedagem dos atletas num hotel de Ndalatando, cujo valor não revelou.

O Porcelana FC teve a primeira volta atribulada, devido a falta de pagamentos de três meses de salários, na razão de cerca de 11 milhões de Kwanzas, por mês. Entre as despesas mais salientes, destacam-se o prémio de jogo de dois milhões e 800 mil pela vitória fora do reduto, e dois milhões e 500 mil Kz, em casa, um milhão e 40 mil para arbitragem dos dois jogos realizados em casa, cerca de dois milhões e 880 mil de alojamento e alimentação nas deslocações, combustíveis, manutenção e preparação do campo de jogos, de entre outros. Calcula-se que as necessidades gerais rondam os 17 milhões por mês.

A questão a colocar-se agora, é o suporte da segunda volta do campeonato, dada a ausência até ao momento de um patrocinador oficial, elemento que seja o garante de uma participação tranquila na prova.

O Porcelana FC do Cazengo ocupa a 16ª posição (última) da tabela de classificação do Girabola Zap 2016, com 11 pontos, resultante de três vitórias, dois empates e dez derrotas.


CONFIANÇA
Novos reforçados para o plantel


O presidente do Porcelana FC do Cazengo, Manuel Abreu, tornou a apelar às pessoas singulares e empresas da região e não só,  para apoiarem o clube, cuja equipa principal de futebol compete no campeonato da Primeira Divisão.

“O futebol é um factor de unidade, é vida para uma província pequena como o Cuanza-Norte, todos sabemos como é que a cidade se movimenta nos dias de jogos. É, portanto, uma actividade de grande impacto social junto das populações”, disse .

Manuel Abreu tem esperança que alguém apareça, porque acha que a equipa não deve desistir do Girabola Zap.

“Queremos reaparecer reforçados na segunda volta do campeonato”, referiu.

Manuel Abreu disse que foram aconselhados pela direcção da Federação Angolana de Futebol (FAF) no sentido de tudo fazer para não desistirem do Campeonato Nacional.

“ Tivemos um encontro com a direcção da FAF, depois de análises aturadas, somos aconselhados sobre as consequências de uma eventual desistência provoca no Girabola Zap”, referiu.

Apesar das incertezas, a equipa retomou os treinos na terça-feira, em Luanda, sob a batuta provisória de Sarmento Seke, então treinador - adjunto, face à chicotada psicológica ao professor Luís Mariano. Manuel Abreu disse que estão em curso diligências para se encontrar um novo técnico.A equipa trabalha sem os jogadores Viola, Rasca, Tsherry, Pik, Feliciano, Beto, Chico Caputo, Bugo e Alexandre por alegada falta de condições. À respeito, o presidente do Porcelana disse que já existe demarches para encontrar os substitutos que devem ser seleccionados até hoje.

 Na conferência de imprensa de quarta-feira, o presidente do Porcelana FC do Cazengo anunciou a transferência para Novembro, ao contrário do 25 do próximo mês, da realização da Assembleia Geral do clube, para coincidir com o término do Girabola Zap. Antes, para uma data não indicada, vai haver uma reunião de balanço e prestação de informações sobre as contas, organização administrativa e técnica, aos órgãos sociais e sócios.    
jN