Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Porcelana perde em casa e continua na "cauda"

Isidoro Natalcio, em Ndalatando - 10 de Julho, 2016

O Porcelana Futebol Club iniciou sbado a segunda volta do Girabola-Zap com derrota

Fotografia: Kindala Manuel

Ao cabo dos primeiros 45 minutos as equipas estavam empatadas a zero.

A primeira parte foi completamente dominada pelo Progresso que fazia circular a bola a toda extensao do campo, variando entre passes longos com curtos.

No entanto, apesar de ter o controlo da situação a equipa do Sambizanga não criou situações claras de golos, nem ensaiou remates contra a baliza contrária. Os sambilas defendiam-se bem, à entrada do seu meio, era visível o homem-a-homem e a pressão ao homem com com bola.  Por via disso dificultou as iniciativas ofensivas do Porcelana, a evidenciar alguma falta de ritmo competitivo.

A equipa local dificilmente fazia chegar a bola dentro da área da baliza defendida por Titi e, apesar da entrada de novos jogadores, o Porcelana mostrou os seus velhos defeitos na circulaçao de bola no meio campo, falta de explosão nas alas e, em consequência, poucos cruzamentos.

A segunda parte começou sempre com o Progresso a comandar as operações e, na perspectiva de mudar o rumo dos acontecimentos, o técnico do Porcelana, Sarmento Sek faz entrar Garcia para o lugar do apagado Pedro Henriques e, por coincidência, foi naquele momento que a equipa da casa começou a atacar mas, com passes geralmente transviados.

A segunda substrução do jogo acontece aos 18 minutos quando entra David para o lugar de Viet, no progresso. Nada mudou e aos 25 minutos entra Cali e saiu Pedro no Porcelana. A equipa de N’Dalatando começou a cruzar mas para área contrária, onde “nunca” estava ninguém. Fruto da avalanche ofensiva, Yano, aproveitado a outra grande debilidade do adversário, débil marcação, rematou de cabeça aos 36 minutos aproveitando bem um cruzamento da direita para a esquerda. E de novo da direita para a esquerda, novamente Yano de cabeça faz o segundo golo da partida, terminando o jogo com o placar fixado em dois a zero a favor do Progresso. A árbitra do encontro Maximina Bernardo admoestou cartão amarelo a Gerard, progresso por jogo perigoso. Demonstrou medíocre preparação física, deixou de assinalar alguma infracçoes. Auxiliada por cláudio Vunge e Cláudio Francisco não tiveram influência no resultado.


TREINADORES

César satisfeito
O treinadior do Progresso do Sambizanga disse no final do desafio que "viemos com o propósito de ganhar, sabíamos das dificuldades, uma relva cansativa com uma equipa rejuvenescida, toda a atenção foi necessária para nós. O trabalho de mentalização ao grupo foi muito eficaz e foi nesse aspecto que nós conseguimos tirar proveito das nossas acções. Falhámos muitas oportunidades, poderia nos sair caro realmente. No intervalo falei com o grupo, o que devíamos fazer, acho que deveríamos abrir mais a zona de ataque e foi ali onde tentamos explorar e fomos eficazes. Tivemos um adversário que realmente forçou-nos, deu a sua luta criou-nos embaraços mas fomos mais eficazes e ganhamos com justiça”.


Sarmento aceita
O treibador do Porcelana, Sarmento Sek, aceitou  a derrota. “Falhámos na marcação e daí os dois golos do adversário. Vamos continuar a trabalhar para pontuarmos nos jogos fora de casa, se não será difícil alcançar o nosso objectivo”.