Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

"Precisamos de marcar golos"

Augusto Panzo - 17 de Abril, 2014

Samy Matias elogia sector defensivo e o meio-campo da formao do Atltico Sport Aviao, apesar de h ter consentido 12 golos

Fotografia: paulo mulaza

Os constantes falhanços por parte dos atacantes do Atlético Sport Aviação (ASA) estão a preocupar Samy Matias. A inquietação foi manifestada ontem ao Jornal dos Desportos pelo referido treinador.O treinador realçou o bom entrosamento que existe entre os sectores defensivos e o meio-campo, mas destaca que a equipa continua a fragilizar na finalização.

“Estou satisfeito com os sectores da defesa e do meio-campo. Essas duas áreas estão bem sincronizadas. Têm conseguido acertar nas transições desde a defesa até ao ataque. Aliás, o facto de se notar que estamos a falhar na finalização é fruto desse bom trabalho, pois demonstra que estamos a chegar ao último reduto do adversário. Esses dois sectores estão em bom momento de forma, o que me deixa tranquilo porque conseguem criar jogadas que levam perigo ao adversário”, revelou. Referiu estar muito preocupado com a pontaria, onde se nota que equipa está a falhar, pois não consegue transformar em golos, as oportunidades criadas.

“A nossa grande preocupação tem a ver com a pontaria. Precisamos de trabalhar muito nessa componente porque os meus atacantes estão a claudicar muito nessa vertente. Basta notar que a equipa do ASA está a criar as oportunidades de marcar golos, mas não as concretiza, o que é preocupante porque a equipa precisa de marcar golos suficientes, para sair dessa encruzilhada em se encontra”, disse. Partindo desse princípio, o treinador do ASA assume a necessidade de se trabalhar com mais rigor a vertente da finalização, com vista a contornar essa lacuna e então procurar atingir o desejo de marcar muitos golos.

“Apesar de que temos feito isso quase todos os dias, a partir de hoje nós vamos trabalhar com muito mais rigor nessa vertente, porque de facto precisamos de acertar muito nesse detalhe. Estamos a necessitar de golos, e isso só é possível, se tiver essa vertente bem preparada”, certificou.  
Realçou igualmente ser necessário fazer um bom acerto na escolha de pontas- de- lança, visto que os mesmos são escassos a nível do mercado nacional.

“A principal tarefa passa em acertar na escolha de pontas-de-lança. Se puder notar, jogadores dessa posição são escassos a nível do mercado nacional. É só notar por exemplo que em equipas como o Petro de Luanda e Kabuscorp do Palanca, isto só para citar essas, os atacantes são estrangeiros. Refiro-me ao Keita, Traoré, Lelo, Meyong e Trésor Mputu. Como pode notar, não temos pontas-de-lanças nacionais no mercado. Isso complica muito”, adiantou.

POSICIONAMENTO
Trabalho sem pressão


O técnico do ASA, Samy Matias, revelou estar a trabalhar sem pressão, apesar de os resultados continuarem a não surgir, porque a direcção tem confiança no técnico, devido às mudanças que se verificam actualmente no plantel.“Até ao momento que falo, ainda não ouvi nada acerca de uma possível pressão por parte da direcção. Está a correr tudo na maior calma. Estamos a fazer o nosso trabalho sem nenhuma tensão. Isso ocorre porque os dirigentes estão a notar que a equipa está a apresentar melhorias. Estão a verificar que há trabalho”, confessou.

 Aproveitou para lançar já a sua posição com relação ao Desportivo da Huíla, que considera uma equipa aguerrida capaz de criar muitas dificuldades no sábado, por vir de uma altitude diferente."Estamos a trabalhar no sentido de defrontar o Desportivo da Huíla com uma postura que nos permita conseguir uma vitória. Sabemos que as equipas vindas da altitude para o litoral, gostam de fechar-se muito nas suas acções ofensivas e defensivas, mas estamos a preparar-nos no sentido de inverter essa filosofia adversária”, defendeu.

O facto de vir de uma derrota vai transformar igualmente o Desportivo da Huíla num opositor muito difícil de transpor, porque precisa de lavar a sua imagem perante o seu público adepto.Sabemos que o Desportivo da Huíla vem de uma pesada derrota de 1-4 em sua casa, diante do Recreativo do Libolo. Por isso, vai querer jogar até à exaustão cá, no intuito de sair vitorioso do jogo e com isso, limpar a sua imagem perante a massa associativa a si ligada”, perspectivou.                                 
AP