Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Prestao da primeira volta no satisfaz Hlder Teixeira

Avelino Umba - 04 de Junho, 2018

Falhas na finalizao e sobrecarga de jogos foram apontados pelo treinador

Fotografia: Santos Pedro | Edies Novembro

O treinador do Progresso Sambizanga, Hélder Teixeira, assumiu, em entrevista ao Jornal dos Desportos, que a sua equipa teve uma prestação negativa na primeira volta do Girabola ZAP, a julgar pela  sétima posição que ocupa na tabela classificativa, com apenas 16 pontos.
O treinador sambilas garantiu, por isso, que não está desiludido, pois, espera uma segunda volta em grande, onde começará com a recepção ao campeão 1º de Agosto, a ter lugar no dia 9 deste mês, no estádio dos Coqueiros.
 \"Apesar de tudo, numa opinião muito particular, em relação à primeira volta, o balanço, para o Progresso Sambizanga,  foi extremamente negativo, tendo em conta aquilo que jogámos. Podíamos somar mais de 20 pontos, mas assim não aconteceu e ficámos num lugar que não e nosso\",admitiu.
Hélder Teixeira justificou que houve muitas falhas, que impediram a equipa lutar pelos lugares cimeiros na tabela, que é um dos dois objectivos da época, embora o seu conjunto tenha sido imbatível em casa.
\"Todos queríamos uma classificação melhor. Era essa a nossa ambição. Temos de perceber o que poderia ter sido feito de forma diferente. Reconhecemos que não fomos muito regulares como deveríamos ter sido, embora não tenhamos perdido nenhum jogo em casa\", sublinhou o treinador.
\"Houve, sim, alguns momentos marcantes, em que não tivemos maturidade e sorte, sofrendo golos no último minuto, como no empate que consentimos em casa\", acrescentou Hélder Teixeira.
Questionado sobres as razões que estiveram na base de um inicio de campeonato bastante produtivo e um  final com muitos soluços, o treinador adiantou, que deveu-se à limitação de jogadores influentes na manobra da equipa.
\"Tivemos um número de jogadores potenciais limitados. Na ponta final da primeira volta houve muitos jogadores lesionados, como foram os casos de Buchinho, Megue, Celso e Alem. Este último, esteve alguns dias com  paludismo. Tivemos ainda a sobrecarga dos jogos as quartas-feiras e domingos , sem tempo para a recuperação\", justificou.
 \"O nosso grupo de trabalho, por essas razões, era muito limitado. Agora, com a integração de novos jogadores, aumenta o número em qualidade, daí prevermos melhores resultados\", prometeu Hélder Teixeira.
\"Isto dá-me luzes para uma segunda volta com mais sucesso, o que espero bem que assim aconteça\" referiu.


SAMBILAS
Luanda e Funda
palcos do estágio


Fruto da pausa que o Girabola ZAP 2018 regista, devido ao envolvimento da selecção nacional na Taça Cosafa , o Progresso do Sambizanga realiza um mini estágio, alternando os campos do Complexo Desportivo e Escolar no Sambizanga com o da Universidade Metodista, na Funda, que têm relva sintético e natural, respectivamente.
A equipa realiza duas sessões por dia, com a concentração a partir das 7h00.  A primeira acontece por volta das 8h00 e encerra  perto das 11h00. Das 13h00 às 14h00 acontece o almoço. A segunda sessão inicia às 16h00, estendendo-se até perto das 18 h00.
O técnico Hélder Teixeira afirmou que, as sessões bi-diárias, têm como objectivo repor a condição física dos jogadores, de forma a fazerem uma segunda volta bastante tranquila .

ATLETAS NA SELECÇÃO
O Progresso Sambizanga cedeu três jogadores à selecção nacional, nomeadamente, Nandinho, Chilo e Alem e, para o técnico Hélder Teixeira, isso é sinonimo do muito trabalho que a equipa tem vindo a realizar.
\"Na minha opinião tenho uma equipa, que pode ombrear com qualquer outra, como o 1º de Agosto e o Petro de Luanda. Estamos fortes. Falta apenas, muita das vezes, a sorte, que tem de estar acompanhada de boas finalizações\" concluiu.


SEGUNDA VOLTA   
Sector intermédio com três reforços
Os sambilas reforçaram-se com alguns jogadores considerados fundamentais, para os objectivos preconizados pela direcção do clube liderado por Paixão Júnior.
Tratam-se do guarda-redes Nuno e do lateral esquerdo Miguel (ex-Interclube); do médio ala Chiló ( ex-Academica do Lobito),e dos médios centro Candido (ex-Cuando Cubango) e Beibe. Por outro lado, foram dispensados Fundo, Landrick, Jermano, Daniel e Cuca. Este está à caminho do Domant FC de Bula Atumba.
Para Hélder Teixeira, se a primeira volta foi realizada de forma tímida, com altos e baixos, a equipa vai trabalhar ao máximo para melhorar aquilo que não esteve bem, de forma que, o segundo \"turno\", seja melhor em todos os aspectos, a julgar pelas contratações feitas.
\"Realizamos algumas aquisições de jogadores no mercado interno e já estão a treinar connosco. Possivelmente integrarão o plantel na segunda volta\",  frisou.
O treinador  \"sambila\" descreveu, por outro lado,  os dias em que a sua equipa ficou sem vencer por falta da melhor finalização, uma situação que considerou ser comum em todas as equipas.
\"Este é um problema que a maiorias dos clubes angolanos têm. É um problema muito grave para os jogadores. E, como exemplo, vimos isso nos falhanços que a selecção nacional teve, há dias, no jogo contra as Ilhas Maurícias, na Taça Cosafa. Acho que é um problema dos jogadores. Mas nós temos vindo a trabalhar de forma a melhorar todos esses aspectos negativos. Essa, também, é uma forma que fez com que o Progresso do Sambizanga não pontuasse mais nos  jogos da primeira volta\",  explicou Hélder Teixeira.
AU