Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Progresso debaixo do poder de fogo

Betumeleano Ferro - 27 de Dezembro, 2018

Nona jornada abre hoje com um jogo que pode mexer a disposio das equipas na tabela clasificativa

Fotografia: Paulo Mulaza | Edies Novembro

As questões de bastidores difamaram o Progresso do Sambizanga,  pelas piores razões, todavia, a equipa contínua de pé no campeonato, apesar do azar  coincidir com a dureza do calendário. De modo consecutivo, os sambilas medem forças com adversários de peso. 
Para não variar, hoje às 17h00 no Estádio dos Coqueiros a equipa do Progresso tem mais um osso duro a roer, no caso, o Desportivo da Huíla que é uma das sensações do campeonato, como evidencia o terceiro lugar, pois, tem menos dois pontos que o líder, 1º de Agosto.
Escassos dois pontos, favoráveis aos visitantes, separam os contendores. A diferença é mínima, é verdade, mas  ajuda a ver o que é capaz de acontecer esta tarde, no jogo que se antevê renhido, embora, com ligeiro favoritismo para a equipa do Lubango. 
Os forasteiros são mais regulares, por isso, têm uns furos acima dos sambilas. A estabilidade existente no plantel permite à equipa  esticar-se em campo, sem receios de  correr atrás do vento.
Os sambilas estão a ser afectados, por questões extra-campo, no entanto, o brio profissional dos seus jogadores faz que continuem competitivos como iniciou o campeonato. O calendário apertou, quando o lado financeiro falou mais alto, mas o que conta é que os atletas estão a provar, de jornada a jornada, que em contexto diferente há mais Progresso.
As duas equipas aparentam um fraco por empates. Os anfitriões têm cinco contra quatro dos visitantes, há tudo menos motivos para pensar em ter um jogo fechado, em que o pontito seja o mais importante para os contendores. Até agora, as duas formações deram-nos várias amostras convincentes do poder ofensivo, por isso, há razões para esperar para vermos os dois emblemas bem empenhados na luta pela vitória.
O Desportivo da Huíla gosta de bons resultados, mesmo dentro e fora de casa. Tem um plantel experiente, com nomes que no passado recente eram muito falados. Todos os jogadores pretendem provar a quem os dispensou, que ainda podem dar sumo, como fica evidente na boa campanha até ao momento. 
Pegar no jogo, faz parte da ambição forasteira, os sambilas têm de ter em conta que têm trunfos suficientes para impedir, que os Coqueiros se transforme em zona de conforto para a equipa orientada por Mário Soares.