Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Progresso derrota Kabuscorp nos descontos

Manuel Neto - 27 de Agosto, 2017

Palanquinos foram impotentes para evitar a derrota na recepção aos sambilas nos Coqueiros

Fotografia: Vigas da Purificação

O Progresso Sambizanga venceu, ontem, o dérbi da jornada e terá afastado em definitivo o sonho do Kabuscorp em conquistar o segundo título no Girabola. Num jogo emotivo e com bom recortes técnicos, no embate das multidões a festa foi feita pelos sambilas ante a desilusão dos palanquinos.

A vitória dos visitantes premeia a perseverança e espírito de equipa apresentado pela formação orientada por Kito Ribeiro na ponta final  do jogo e castiga a infantilidade da turma de Romeu Filemon.
  
 Embora os dois conjuntos tenham objectivos distintos na prova, as duas equipas entraram em campo totalmente viradas para o ataque. O primeiro sinal de perigo surgiu aos quatro minutos por intermédio de Lami que, depois de uma bela incursão na área contrária, rematou em jeito. E com os adeptos já preparados para festejarem o golo, Buchinho, em cima da linha, evitou o pior para os sambilas.

O Progresso não se inibiu partiu para frente e Fofó em jeito atirou para Elber fazer  a defesa da tarde. O Kabuscorp insistia e privilegiava o jogo pelos flancos, mas foi o adversário que aos 45+1 chegou ao golo num lance de belo efeito.

Com a saída forçada de Almeida logo no início da segunda parte, lesionado, os sambilas baixaram um pouco de rendimento. Perderam o controlo do meio-campo e da partida, deixando as iniciativas do jogo para o adversário que procurava a todo custo anular a desvantagem.

Os palanquinos pressionavam e detinham maior posse de bola e o empate parecia uma questão de minutos, o que veio acontecer com o \'monumental\' golo de Lami que, depois de passar por dois contrários, rematou forte batendo o guarda-redes sambila.

Com dificuldades para sair em ataque organizado e um meio-campo sempre muito longe do ataque o Progresso parecia esperar pacientemente pelo desfecho do jogo, enquanto o Kabuscorp lançava ofensivas esporádicas em lances de contra-ataque em busca do golo da vitória.

A equipa de Kito Ribeiro, sem a disponibilidade do primeiro tempo, tentava aguentar e esperar um lance que mudasse a história do jogo. Muito provavelmente num passe longo para as duas unidades mais avançadas e principais armas dos visitantes para surpreenderem o guarda-redes Elber.

E foi num lance com estas características que os sambilas chegaram ao golo da vitória por intermédio de Yano, que após um passe comprido de Lunguinha, não teve dificuldade em bater pela segunda vez o guarda-redes contrário, selando o resultado a favor da equipa de Sambizanga.

O trio de arbitragem esteve mal e podemos afirmar que realizou um trabalho deficiente, pois, criou situações nada abonatória para o bem do futebol nacional.


OPINIÃO DOS TÉCNICOS

Kabuscorp

Romeu Filemon

“É difícil digerir
esta derrota infantil ”

\"Perdemos o jogo de forma infantil ao sofrermos dois golos nas pontas finais, ou seja, o primeiro aconteceu no final do primeiro tempo e o segundo nos minutos de compensação. Apesar disso, foi um jogo equilibrado  com o Progresso muito dinâmico, mas é certo que com o infantilismo demonstrado aqui não se ganham jogos\".


Progresso
Diogo Pedro

“Os meus parabéns
para as duas equipas”

“Sabíamos das dificuldades a encontrar e procuramos logo anular as principais pedras do adversário. Foi com esta atitude que conseguimos marcar o primeiro golo. Na segunda parte o adversário cresceu à procura do empate e nós a dada altura baixamos um pouco de rendimento. Ainda assim, acreditamos sempre e na ponta final acabamos por marcar o golo da vitória\".