Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Progresso e Acadmica forados a vencer

19 de Março, 2017

Progresso da Lunda Sul almeja primeira vitria

Fotografia: Jornal dos Desportos

A formação lunda regrediu muito esta temporada e a oportunidade de voltar a repetir as boas classificações das duas últimas épocas, curiosamente a totalidade no campeonato, ficaram complicadas com os maus resultados que custaram o emprego a Paulo Figueiredo, que hoje se despede do comando técnico.

A visita aos polícias vem no pior momento, mas a possibilidade de pontuar existe o grande problema é que sem confiança tudo fica mais difícil de se alcançar, um desiderato que deixa a equipa em desvantagem na sua deslocação ao 22 de Junho.

O Interclube está a tentar com passos seguros apanhar o comboio dos candidatos ao título e até certo ponto tem a solidariedade do calendário para somar os pontos necessários e manter na senda dos bons resultados. Paulo Torres e pupilos sabem o que é viver na rua da amargura, pelo que estão proibidos de fracassar esta tarde. Um empate vai ser demasiado comprometedor para as suas aspirações.

A saída de António Alegre de modo algum acabou com os problemas da Académica do Lobito. A herança negativa deixada pelo fracassado treinador tem de ser invertida o mais rápido possível para afastar o espectro da despromoção.

O FC Bravos do Maquis tem alternado o bom com o mau em casa, mas nem por isso os estudantes vão confiantes ao exame no estádio Mundunduleno, um terreno sempre difícil para os visitantes.

Os maquisardes estão pressionados pelas duas derrotas consecutivas das últimas jornadas, por isso, a equipa precisa de uma reacção imediata e tem um adversário capaz de lhe facilitar a redenção.

O emprego do técnico João Pintar parece não ainda estar ameaçado, mas é ponto assente que um mau resultado contra os estudantes é capaz de fazer soar o alarme nas chanas do Leste, a menos que o plantel saia em socorro do seu treinador e dê uma lição aos estudantes.

A trajectória dos contendores nas últimas jornadas deixa ler nas entrelinhas que ambos estão longe de estar tão competitivos quanto queriam, mas no jogo desta tarde podem disfarçar o mau momento. A crise actual é capaz de fazer com que maquisardes e estudantes estejam mais interessados no resultado. Quem vencer nem vai ter tempo de se lembrar da qualidade da sua exibição.