Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Progresso vence Santa Rita por 1-0

Avelino Umba - 20 de Maio, 2017

Sambilas marcaram e garantiram a vitória com lindo golo de Fofó na primeira parte do encontro

Fotografia: Santos Pedro|Edições Novembro

A noite de ontem foi de festa para Kito Ribeiro e pupilos que coroaram a exibição com brilhantismo , amealhando os três pontos em disputa no jogo de abertura da última jornada da primeira volta do Girabola Zap 2017 realizado ontem no Estádio dos Coqueiros, mercê de uma vitória, por 1-0, com golo apontado por Fofó aos 44 minutos da primeira parte.

O Santa Rita nem com milagre dos santos conseguiu justificar  o aparante taco a taco inicial diante de um adversário que chegou a vulgariza-lo durante largo período da primeira parte.Logo aos dois minutos Yano, pelos os caseiros, criou o primeiro perigo para a baliza, por intermédio de um  remate de cabeça, na sequência de um pontapé de canto. A bola passou rentinho ao posto direito da baliza do Santa Rita.

Os visitantes não se fizeram rogados e, aos seis minutos, Abel respondeu com um remate rasteiro que passou muito próximo do poste esquerdo de Nyame.À passagem do minuto nove Silva, dos sambilas, justificava a sua presença em campo: passou primeiro por adversário na zona direita da grande área onde, depois, fazer o mesmo diante de um r outro até que ficou desequilibrado e, assim, rematou para a malha lateral direita da baliza adversária.

Aos doze minutos, Manucho negou um golo a Vá com a sua defesa incompleta, mas, na recarga, Fofo também rematou para cima da baliza.
Aos vinte minutos a equipa visitante cresceu. Lançou-se á luta, jogando de igual para igual, com Iniesta, aos 39 minutos, a rematar para cima da baliza de Nyame, porém, a bola passou a escassos centímetros da baliza deste guarda-redes.

A partir dessa altura as boas e excelentes intervenções de Silva, Lunguinha, Yano e Fofo, pelos sambilas, eram evidentes, pois, nos minutos finais da primeira parte empurravam o adversário para o seu último reduto.O adversário mostrava estar desnorteado em jogo, com problemas na transição defensiva e erros no processo de construção de jogo. Então os sambilas motivados, e diante do apoio do seu público, faziam o seu jogo com maior naturalidade, embora com alguns falhanços à mistura.

Aos 44 minutos, numa jogada de insistência, Silva, na grande área, serviu com mestria a Fofó que, com muita calma, rematou aéreo para a baliza de Manucho, sem qualquer defesa deste. O resultado de 1-0 perdurou até ao intervalo.No reatamento o Santa Rita reentrou com a disposição de chegar ao golo  de empate, fazendo remates fortes que, por duas ocasiões, que levaram Nyame, a fazer defesas arrojadas.

Os sambilas voltaram à carga e, aos 64 minutos, Silva esteve próximo de ampliar a vantagem, mas a bola voltou a levar a direcção errada. Os visitantes voltaram a fustigar a baliza de Nyame.Abel, por duas vezes, rematou para cima da baliza, sendo o segundo um verdadeiro escândalo. Os sambilas a jogarem no contra-ataque procuravam o segundo golo, mas as investidas eram anuladas pelo Santa Rita.

Silva, aos 70 minutos, voltou, mais uma vez, a rematar muito forte, mas a bola foi \"beijar\" o poste esquerdo da baliza de Manucho e, na recarga, para a sua defesa.De resto, o resultado justo, devido ao que produziram as duas equipas em campo. O certo, porém é que, com esta vitória os sambilas, em que a arbitragem teve boa actuação, os vencedores afundaram ainda mais os representantes da província do Uige que continuam na última posição com sete pontos na tabela classificativa.