Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Proletrios garantem prontido

Jlio Gaiano - Benguela - 15 de Maio, 2016

Benguelenses esto prevenidos para evitar serem surpreendidos na visita ao 4 de Abril

Fotografia: Jornal dos Desportos

“Acredito que desta forma estaríamos a motivar os nossos jogadores e prová-los o quão é necessário ganhar jogos, justamente, quando o adversário é da nossa linha competitiva”, lembrou Auxílio Muhongo para quem, “nesta fase do campeonato, enquanto se pode, todos os jogos feitos em casa têm o mesmo nível de importância, por isso, não devem ser desperdiçados”.O responsável proletário confirmou que os ingressos estão a ser comercializados desde  sexta-feira, no valor de dois mil kwanzas para camarotes; mil kz/bancadas gerais e quinhentos kz/peões. Os convites foram distribuídos para algumas entidades do governo e da sociedade benguelense.

A preparação realizada pelos proletários, principalmente a sessão de sexta-feira à tarde, deixou entender que o treinador Joaquim Nfinda “Mozer” pode escalar o seguinte "onze" inicial, diante do 4 de Abril do Cuando Cubango: Lókua - Dinho, Yeyé, Tobias e Mwenho - Márcio Luvambo, Janota, Kikas e Laucha - Filipe e Massinga.Quanto à organização do jogo, a direcção do 1º de Maio assegurou as condições para que tudo corra sem sobressaltos, de acordo com o vice -presidente Auxílio Muhongo.

“Naquilo que nos foi dado a cumprir, fizemo-lo com todo o rigor. Neste momento, trabalhamos na componente técnica. Garanto-vos que até à hora do jogo, as coisas estarão em dia. Queremos ganhar o jogo, para isso, vimo-nos na obrigação de caprichar na organização e proporcionar aos nossos atletas o bom ambiente de conforto”, frisou.