Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Qualidade do tricolor pode fazer a diferena

05 de Novembro, 2017

O Petro de Luanda visita o 1 de Maio

Fotografia: Vigas da Purificao

Os ecos do 1º de Agosto enfaixado de campeão vão chegar ao estádio Edelfride da Costa \"Miau\",em Benguela, onde o Petro de Luanda visita o 1º de Maio. Os proletários foram generosos demais na ronda passada diante do JGM, se voltarem a abrir a torneira os tricolores podem provocar uma inundação ou melhor uma goleada, algo que os donos de casa não querem nem desejam ver a acontecer.

A boa recuperação feita pelo 1º de Maio de Benguela é um bom cartão de visita para mostrar ao Petro de Luanda, os proletários melhoram muito desde a goleada em Luanda, 4-1, pelo que vão ao Municipal para provar que podem tentar alcançar alguma coisa boa contra os tricolores.

A diferença de qualidade entre os contendores ainda faz do Petro muito mais equipa, mas o 1º de Maio pode ir atrás do espírito de abnegação para consentir o derradeiro sacrifício no campeonato, até pode não chegar para vencer mas se der para somar mais um ponto, vai ser melhor do que perder.

O fecho do campeonato não significa o fim da época para o Petro de Luanda, ainda há a final da taça com o 1º de Agosto. Os tricolores vão ter menos de uma semana para preparar o último jogo da temporada, isso é capaz de mexer com o pensamento do técnico Beto Bianchi, poupar ou não é uma questão que o treinador tem de resolver diante dos proletários.

Ao contrário do campeão 1º de Agosto, o Petro de Luanda apostou muito pouco na rotação e não conseguiu muitas alternativas no banco de suplentes. Uma eventual entrada de início dos atletas poucos usados por Beto Bianchi pode afectar no ritmo da equipa, mas ainda é capaz de chegar e bastar para alcançar um bom resultado contra os proletários.

O 1º de Maio de Benguela \"enganou\" a todos ao assegurar a manutenção com muitas jornadas de antecedência, ainda assim há um pendente que a equipa tem com os seus adeptos, não conseguiu, até agora, ganhar um jogo sequer a nenhuma das seis equipas mais bem classificadas do Girabola Zap. É contra o Petro de Luanda que os proletários vão matar o borrego? Vai ser necessário até os 90 minutos para obter a resposta.