Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Quebra de rendimento

Manuel Neto - 18 de Abril, 2017

Equipa está sem vencer desde a oitava jornada aquando do empate com Recreativo do Libolo

Fotografia: SANTOS PEDRO | Edições Novembro

O técnico - adjunto da equipa do Kabuscorp do Palanca, Joaquim Manuel, disse no termo do jogo com o Progresso da Lunda Sul estar preocupado com  a falta de vitórias da equipa  nos últimos três jogos do Campeonato Nacional, Girabola Zap.

"É verdade que a equipa não ganha há três jornadas e quando assim acontece é porque alguma coisa vai mal. Este é um assunto que   preocupa qualquer um  de nós, tendo em conta a nossa  responsabilidade nesta prova", disse.
 
Para ultrapassar o mal que assola os palanquinos, o adjunto de Romeu Filemon prometeu ao longo da semana trabalhar na revisão do grupo."Não resta outra saída que não seja a de  trabalhar ao pormenor para erradicar o mal,  e  assim, procurarmos no próximo jogo diante  do Atlético Sport Aviação ASA , voltar às vitórias para bem dos propósitos que defendemos  no campeonato", alertou.

A equipa não ganha um jogo desde a oitava jornada,  quando  consentiu o empate a dois golos diante do Recreativo do Libolo. Na nona jornada, a  turma palanquina voltou a ceder pontos  frente à equipa  do Interclube, no recinto dos polícias, ao empatar sem golos.

 Finalmente, consentiu um empate a um golo na jornada anterior diante do conjunto da Lunda Sul, um grupo que está a subir de produção, sob o comando de Albano César.

Com esta "decadência", os palanquinos  perdem nove importantes pontos, que os retira do comando da prova , assaltada  pela equipa do 1º de Agosto que lidera a competição isolada com 23 pontos , seguida pelo Atlético Petróleos de Luanda, com  22 pontos.

A equipa do Sagrada Esperança da Lunda Norte, com 22 pontos, vem na terceira posição, e só  depois vem o grémio do Palanca, que desceu brutalmente para o quarto lugar, também com 22 pontos, para descontentamento dos amantes da equipa.

Caso os dirigidos de Bento dos Santos Kangamba  tivessem amealhado os nove pontos perdidos, à entrada da 11ª jornada, somavam 31 pontos que  permitiam continuar na liderança, com uma diferença confortável  de oito pontos sobre o 1º de Agosto, e  nove sobre o Petro e o Sagrada  Esperança.

Ainda com olhos na liderança,  a equipa de Romeu Filemon pensa voltar  às vitórias no jogo da próxima jornada, diante da aflita equipa do Atlético Sport Aviação (ASA), para esperar pelo desaire dos seus mais directos concorrentes.