Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

"Queremos brilhar no campeonato"

Armando Sapalo, no Dundo - 27 de Abril, 2016

Diamantferos tentam hoje somar trs pontos no campeonato para ascenderem na tabela de classificao

Fotografia: Jornal dos Desportos

O empate no desafio de sábado em Menongue, diante do 4 de Abril do Cuando Cubango não vai ter influência no rendimento da equipa do Sagrada Esperança no desafio desta tarde às 15h00 no Dundo  ante o Interclube, para acerto da quarta ronda do Girabola Zap, garantiu ontem ao Jornal dos Desportos, o treinador Zoran Maki.

 “A minha equipa está preparada para encarar com optimismo o jogo de amanhã (hoje) com o Interclube, que é uma belíssima equipa e candidata ao título. Por isso, o empate de sábado (em Menongue) não vai ter qualquer influência negativa no rendimento dos meus jogadores, porque conseguimos um ponto fora de nossa casa”, disse.

O treinador dos diamantíferos não tem outro pensamento, se não o de vencer o Interclube, para melhorar a classificação no campeonato.

“As perspectivas do Sagrada Esperança são sempre as mesmas. Não pensamos noutro resultado que não seja o da vitória, porque queremos pontuar para nos encostarmos aos primeiros cinco lugares”, disse Zoran Maki que confirmou a indisponibilidade  mais uma vez, do experiente avançado Love Cabungula e do médio criativo Fatite.

“ Confirmo que não contaremos com o Love que continua lesionado e o Fatite, dispensado devido a problemas familiares. São contrariedades que vamos gerir para não comprometermos nos nossos objectivos neste jogo”, afirmou.

“ Pedi aos meus jogadores muita responsabilidade, atitude e ambição para vencermos este jogo, porque o nosso adversário (Interclube)  visita-nos com o mesmo desejo e confiança de travar o nosso favoritismo”, referiu.

O treinador dos lundas destacou que pretende um Sagrada Esperança igual ao da Taça da Confederação, desde a atitude a qualidade nos resultados, onde os níveis de concentração devem prevalecer.

“ Em termos de atitude e qualidade, quero um Sagrada Esperança igual ao da Taça da Confederação e também igual nos resultados, porque queremos também brilhar no campeonato”, disse.

AUSÊNCIAS
Love e Fatite
falham desafio


O Sagrada Esperança defronta hoje à tarde no Dundo o Interclube, sem duas "peças" influentes da equipa, trata-se do avançado Love Cabungula e do médio Fatite. O goleador diamantífero está em fase de recuperação de dores musculares, enquanto  o capitão da equipa por questões familiares,  ainda não estão aptos a ajudarem os lundas no jogo desta tarde.

Com Fatite e Love Cabungula em campo, a julgar pela qualidade e experiência que ambos têm, o Sagrada Esperança apresenta um futebol mais dinâmico e objectivo nas acções ofensivas, sendo que com as referidas ausências, tanto no meio -campo, como no ataque, a equipa perde alguma consistência.

Por isso, em função dos objectivos que persegue no campeonato, que passam por  aproximar-se dos lugares cimeiros da tabela de classificação, com vista a projectar a conquista do título, a formação do Interclube pode tirar proveito da ausência das duas importantes unidades do Sagrada Esperança.

Com base nisso, advinha-se um desafio muito disputado, pois as duas equipas atravessam o mesmo percurso na competição. Ou seja, os lundas ocupam a nona posição na tabela de classificação com dez pontos, fruto de três vitórias, um empate e três derrotas (com menos um jogo), a mesma pontuação dos polícias na décima posição.

Em caso de vitória, tanto um como outro contendor, vai reduzir para oito a diferença pontual com líder 1º de Agosto que soma 21 pontos em nove jogos.
 Mesmo sem brilhar ainda na competição nacional, os diamantíferos atravessam uma boa fase na Taça da Confederação, onde vai disputar a última de qualificação para a fase de grupos.

Perante estes números, a formação orientada pelo sérvio Zoran Maki parte para o desafio desta tarde com algum favoritismo, aliado ao factor casa, pois vai contar com o apoio de seus adeptos.

A excelente campanha nas competições africanos pode servir também de um tónico para o grupo as ordens de Zora Maki.             
AS