Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Ramb festeja golo com dana

Jorge Neto - 08 de Março, 2017

O avanado cabo-verdiano Ramb estreou-se a marcar

Fotografia: Jos Cola

O avançado caboverdiano, Rambé, estreou-se a marcar na equipa do 1º de Agosto e festejou com alguns passos de dança, fez lembrar a época passada, em que Ary Papel era o grande mestre das coreografias.

O gesto protagonizado pelo último reforço dos campeões nacionais, que marcou no terceiro jogo foi utilizado pelo técnico bósnio Dragan Jovic, no último domingo, na vitória sobre a formação da Académica do Lobito, por 2-0, pode ser sinónimo de que a dança voltará a fazer parte das celebrações do conjunto rubro-negro sempre que o camisola 27 fazer o “gosto ao pé”.

O jogador, curiosamente utiliza a camisola deixada por Gelson, o melhor marcador da equipa militar no ano passado com 23 golos, transferindo-se para o Sporting Clube de Portugal, mostrou os seus dotes de bom bailarino, chamando inclusivamente os colegas para o acompanharem naquele ritmo.

É o primeiro golo da formação do rio seco esta época, onde o marcador festeja com dança. Era habitual os jogadores festejarem deste jeito, mas depois da saída de Ary Papel, principalmente, um antigo bailarino do estilo Kuduro, esta forma de festejar deixou de existir na equipa, como ficou comprovado nos seis golos marcados no presente Girabola Zap, respectivamente por Meda, Geraldo, Vado, Diogo Rosado, Natael e Bobó. Certamente a parte da coreografia de dança, de um estilo tradicional africano, será mais um dos atractivos que o avançado caboverdiano, Rambé, trouxe consigo para apresentar sempre que visar às balizas adversárias. No desafio de domingo diante dos estudantes do Lobito, o jogador de 27 anos, podia ter bisado a marcar, pois teve oportunidades para o efeito e se acontecesse, talvez voltasse a dançar.

O golo poderá causar um efeito ainda mais motivador a Rambé, que atravessa um período de adaptação, em função de não ter feito a pré-época completa com os novos colegas, tal como aconteceu com Geraldo no ano passado.

O jogador foi vivamente saudado pelos colegas numa clara demonstração de solidariedade e união dentro do plantel. Juntou-se a lista dos reforços que já marcaram, nomeadamente Meda, Vado, Diogo Rosado, Natael e Bobó.