Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Ramb espreita regresso ao onze

Jorge Neto - 14 de Julho, 2017

Cabo-verdiano o artilheiro dos militares

Fotografia: Jos Soares | Edies Novembro

O melhor marcador da equipa da equipa do 1º de Agosto, Rambé, pode regressar a titularidade diante da formação do Desportivo da Huíla, no desafio de domingo às 17h00, no Estádio 11 de Novembro, referente à 20ª jornada do Campeonato Nacional da Primeira Divisão, Girabola Zap.

O avançado cabo-verdiano começou no banco de suplentes, por opção técnica, no jogo da jornada passada, frente a Académica do Lobito, e foi dele o golo do empate no tempo de compensação e neutralizações, ou seja, aos 90+5´.

O jogador soma oito golos na sua conta pessoal e é um dos trunfos da equipa técnica liderada pelo bósnio Dragan Jovic para visar a baliza dos huilanos, uma partida que se reveste de grande importância para os líderes do Girabola Zap, que ambicionam retomar os caminhos das vitórias.
Rambé marcou nos dois últimos desafios dos campeões nacionais (1º de Maio de Benguela, na 18ª jornada e Académica do Lobito, na 19ª), e procura durante os treinos desta semana convencer a equipa técnica a entrar no onze inicial.

O ataque dos militares tem concretizado pouco nesta segunda volta, onde apenas encontrou adversários que lutam pela permanência na competição, com a excepção do jogo diante da formação do JGM do Huambo, na 16ª jornada, em que goleou por 4-0.

Nos quatro jogos realizados, os rubro-negro ficaram em branco uma vez, frente ao Recreativo da Caála, na 17ª ronda, num desafio em que desperdiçou igualmente várias oportunidades para marcar.

Neste capítulo, Rambé aparece como o melhor finalizador (oito golos), seguido por Geraldo e Vado (quatro golos cada) e Nelson da Luz (três golos), tornando-se na primeira \"arma\" do ataque agostino, que tem correspondido com as expectativas na sua época de estreia no campeonato, apesar de que podia ter a sua conta mais gorda nesta altura, mas pode ser entendida como sendo uma situação própria de um jogador em fase de adaptação ao futebol angolano.

Apesar deste ano a equipa do 1º de Agosto ter mais jogadores a marcar do que no ano passado, as maiores esperanças estão depositadas em Rambé, que é um ponta-de-lança de raiz e joga de preferência dentro da área, remata de longa e média distância, aproveita o jogo-aéreo e movimenta-se muito bem entre os defesas na sua zona de acção.