Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

"Rapaziada est determinada"

Jlio Gaiano, Lobito - 28 de Fevereiro, 2016

Treinador-adjunto dos lobitangas s pensa na vitria sobre o Petro de Luanda

Fotografia: Kindala Manuel

O técnico-adjunto da Académica do Lobito, Ernesto Kotelelo “Cotel”, assegurou que o desafio contra o Petro-Atlético de Luanda é para ganhar, de forma a redimir-se do desaire na jornada inaugural diante do ASA (3-1) e, desta, devolver a alegria à massa apoiante do clube que de, certeza, estará em bom número hoje à tarde no estádio do Buraco.

“O Petro de Luanda é dos pesos pesados do nosso Girabola, por isso, não vai ser fácil derrotá-lo. Ainda assim, queremos ganhar, aliás, o jogo é para ganhar, até porque, trabalhámos para que tal propósito. A rapaziada está pronta e determinada para triunfar e desfazer-se de uma vez para sempre do desaire da primeira jornada”, garantiu.

Apesar de atribuir o favoritismo aos petrolíferos, o técnico Ernesto Cotel revelou que todo o trabalho de casa realizado ao longo da semana incidiu, justamente, nas debilidades que o adversário apresentou no último jogo em que venceu, por 1-0, o 4 de Abril do Cuando Cubango.

Os pontos fortes  dos tricolores, segundo Cotel, mereceram a devida atenção da parte da equipa técnica da Académica. Por isso, acredita estarem as condições (técnicas, tácticas e psicológicas) criadas para contrariar o poderio do Petro de Luanda que, no fundo, continua perdulário na finalização.

Em função daquilo que nos foi dado a observar, para o confronto contra o Petro de Luanda, a equipa técnica liderada pelo professor Carlos Vaz Pinto pode operar profundas mudanças no “onze” daquele que actuou e perdeu para o ASA e apostar no esquema táctico versado em 4x5x1 a ser constituído por Fany; Poko, Ibrahim, Nzuzi e Libero; Nelito, Cláudio, Higino, Ruben e Lourenço; Marcão (ou Tshabalala).