Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

rbitro teve critrios escandalosos

Armando Sapalo, no Dundo - 25 de Agosto, 2018

Tenho receio que escalem, na ltima jornada, uma equipa de arbitragem como a desse jogo no Dundo, porque, se assim for, vai ser impossvel o 1 de Agosto alcanar o tri, disse.

Fotografia: Jornal dos Desportos

A decisão do título do Girabola Zap 2018, que na quinta-feira fez disputar a penúltima jornada, ficou adiada para o próximo dia 2 de Setembro, em face ao empate (2-2) do 1º de Agosto, no Dundo, diante do Sagrada Esperança, e da vitória (2-0) do Petro de Luanda, no 22 de Junho, sobre o Interclube.  
Apesar da frustração pela não abertura do champanhe, após o duelo diante dos diamantíferos, o técnico Zoran Maki, que culpabilizou o árbitro Ailton Carmelino e os assistentes Evanildo Martins e Ivanildo Lopes pelo fracasso da \"Operação Tri\", assegura que os militares vão conquistar o título do presente campeonato.
Zoran Maki, falando à imprensa no final do desafio diante do Sagrada Esperança, disse que, apesar de o Petro de Luanda ter ganho ao Interclube na mesma jornada, o  1º de Agosto depende exclusivamente de si, para alcançar o principal objectivo da época a nível interno, por isso só poderá perder o título para o Petro de Luanda, com mão dos homens do apito.
“O que assistimos aqui (no Dundo) é uma vergonha do futebol e da equipa de arbitragem, que prejudicou perfeitamente a minha equipa (1º de Agosto), porque teve critérios bastante escandalosos. Não é a primeira vez que este árbitro (Ailton Carmelino)  prejudica a minha equipa, pois ele foi mandado para isso, mas mesmo assim o 1º de Agosto vai ser campeão”, disse.
Questionado sobre  a exibição da sua equipa, que, a partir do minuto dez, sofreu muita pressão do Sagrada Esperança, permitindo que aos 20´ e  25´, a  baliza do Tony Cabaça fosse violada em duas ocasiões, golos de Cahi e Ben Traoré, este último de penálti, Zoran Maki disse que a falta sofrida pelo avançado Mussa, que deu origem ao segundo tento do Sagrada Esperança, foi claramente inventado pelo árbitro e por isso receia que,  na última jornada do campeonato, diante do Cuando Cubango FC, seja escalada uma equipa de arbitragem semelhante ao do jogo do Dundo.
“Tenho receio que escalem, na última jornada, uma equipa de arbitragem como a desse jogo no Dundo, porque, se assim for, vai ser impossível o 1º de Agosto alcançar o  ´tri´”, disse.