Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Reencontro

Jorge Neto - 24 de Maio, 2015

1 de Agosto perdeu apenas um jogo nos ltimos dez disputados com o Benfica de Luanda

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Benfica de Luanda  procura contrariar o favoritismo que é atribuído ao 1º de Agosto, no desafio de hoje, às 17h00, no estádio 11 de Novembro, referente à 14ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola, tendo em conta a disputa que se regista na liderança da competição.

Os benfiquistas somam mais dois pontos e dois lugares que o conjunto militar na tabela de classificação ( 2º/24 contra 4º/22) e, tendo em conta que têm um jogo a menos em relação aos seus concorrentes mais directos,  Recreativo do Libolo e Kabuscorp do Palanca olham para o dérbi com bastante motivação.

Os encarnados atribuem favoritismo aos rubro-negros no desafio desta tarde, mas não atiram a "toalha à relva", por isso prometem disputar o jogo pelo jogo, procurando continuar a manter a mesma trajectória para terminar a primeira volta do Girabola no pelotão da frente.

A formação orientada por Zeca Amaral conhece bem o seu adversário desta tarde, que joga preferencialmente ao ataque, justificando deste modo, os 20 golos marcados no campeonato, dividindo o melhor ataque da competição com o Recreativo do Libolo. Por esta razão, foram tomadas as devidas precauções e contam igualmente com a sua consistência defensiva para travar os avançados militares.

O Benfica de Luanda assume-se como uma equipa bem organizada no sector mais recuado, contando com os préstimos do guarda-redes Elber, o menos batido do campeonato (sofreu apenas seis golos), e um quarteto defensivo que varia em função das opções técnicas, lesões ou castigos federativos.

Para já, como candidatos a entrar de início nas laterais surgem Gomito Cassule (na direita) e Amaro (na esquerda). A dupla de centrais poderá ser formada por Jeferson/Debele ou Jeferson/Diakité.

Todavia, a defesa não é o único sector em que Zeca Amaral tem opções. A ausência confirmada do médio Hélio Roque por um jogo de suspensão, por acumulação de cartões amarelos, abre o caminho para outros jogadores chegarem à titularidade. Mariano é um dos possíveis candidatos a ocupar a vaga deixada pelo seu colega de equipa, pois é um jogador bastante versátil nas alas e com bom remate a curta e média distância. Zeca Amaral pode utilizar ainda na zona intermédia Gilberto, Rubén, Adawa, Savané ou Diakité.                                  JORGE NETO