Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Romeu Filemon est satisfeito com o plantel

Betumeleano Ferro - 12 de Janeiro, 2012

Militares tm uma equipa composta por 32 atletas para a nova poca

Fotografia: Nunu Flash

O plantel de 32 atletas do 1º de Agosto vai ao encontro dos anseios do técnico Romeu Filemon, que ontem se mostrou satisfeito com a qualidade dos jogadores que vai orientar este ano.

“Com estes atletas, podemos caminhar de forma tranquila atrás dos objectivos traçados para a época prestes a iniciar. Sabemos que as coisas não vão ser fáceis, mas, com muito trabalho, podemos chegar lá”, vaticinou. A maneira eufórica como os adeptos reagiram ao anúncio do plantel em muito ajudou a aumentar a confiança do treinador militar. Um bom número de aficionados do clube militar seguiu ontem à tarde, em cortejo de motorizadas e carro, com cânticos à mistura, o autocarro da equipa até ao ex-RI 20, para assistir ao treino.

“Quando um homem está mais exposto, tem de estar mais bem preparado, então, penso que esta grande participação dos adeptos neste grandioso evento só nos veio ajudar”, argumentou. O jejum de títulos no Girabola vai entrar no sexto ano consecutivo, mas ontem os adeptos demonstraram que já não querem mais adoptar uma paciente atitude de espera. Apesar de perceber a ansiedade dos adeptos, Romeu Filemon recorre a um lugar-comum para pedir mais ponderação a quem se deixa levar pela emoção. “O único lugar do mundo em que sucesso vem antes de trabalho é no dicionário”, lembrou.

A fasquia está no topo. “O desafio é enorme e profundo”, admitiu o técnico, que, entretanto, se mostrou convicto de que o 1º de Agosto vai deixar a alma em todos os jogos para tentar chegar à dobradinha. “Vamos trabalhar profundamente. Esperamos que todos os atletas participem em todos os treinos e jogos de forma eficaz”, augurou ele. Romeu Filemon quer ver os seus pupilos atingirem os píncaros da glória no Campeonato e na Taça, deixando a alma em campo para aliar os resultados às exibições. “Temos a certeza absoluta que vamos lutar, para fazermos as contas no fim”, afirmou. Os bons exemplos são para ser imitados. Esse é o motivo por que o técnico abriu a porta de entrada apenas para jogadores com 26 anos no máximo. “Uma equipa faz-se com jovens e também com atletas mais experientes”, justificou.

Concorrência
Dentre os 14 reforços (incluindo o Mano, pois trata-se de um regresso em função do contrato que tem com o clube e não uma contratação) apresentados ontem, dois são centrais. A entrada destes defesas mereceu a seguinte explicação do técnico Romeu Filemon: “Num clube como o nosso, deve existir sempre concorrência. O mais importante é que, nesta equipa, não vão existir lugares cativos”.


Equipa para 2012

Cinco jogadores estrangeiros – quatro congoleses democráticos e um zambiano – fazem parte do plantel do 1º de Agosto para a nova temporada futebolística, que abre a 3 de Março próximo. Apresentados ontem à imprensa, no meio de muita euforia (ver peça à parte), à excepção de Chileshi, os “expatriados” militares às ordens de Romeu Filemon vão fazer a sua estreia com as cores rubro-negra.
Os reforços para 2012 são os defesas Ali (ex-Vita Club), N´dieu (ex-1º de Maio), Sidney (ex-Academica do Soyo) e Paizo (ex-Norberto de Castro); os médios Ebongo (ex-FC Toner/RDC), Ruffin (ex-Espartck Jeb/RDC), Dani Traça (ex-Ecija Balompie/Espanha), Ary (ex-júnior), Celso Barros (ex-Caála), Capuco (ex-Interclube), Lito (ex-Libolo), Tchichi (ex-Benfica de Luanda) e Mano (ex-Progresso) e avançado Tutona (ex-ICE Fafana/RDC). Os restantes integrantes do plantel são: Wilson, Tony, Lambito e Julião (guarda-redes), Elísio, Kumaka, Kali, Dani Massunguna e Chiwe (centrais), Manucho, Chileshi, Amaro, Mingo Bile, Buá e Nandinho (médios) e Bena e Pepé (avançados). BF


Guardião Neblú
continua ligado ao ASA


O guarda-redes Neblú revelou ontem ao Jornal dos Desportos que faltou à apresentação no 1º de Agosto porque ainda tem mais um ano de contrato com o Atlético Sport Aviação (ASA). “A minha situação ainda está indefinida. A única coisa que vos posso garantir é que não assinei nada com o 1º de Agosto. Já conversei com algumas pessoas do clube, é verdade, mas as coisas não avançaram muito”, esclareceu. Embora os “militares” tenham incluído o nome do jovem internacional angolano de 19 anos na lista de atletas contratados para a época desportiva 2012, o ASA reivindicou ontem os seus direitos sobre o guarda-redes.

“O atleta tem mais um ano de contrato connosco. Até hoje (ontem), ninguém afecto ao 1º de Agosto nos contactou para abrir um processo negocial. Sendo assim, o jogador continua a pertencer-nos”, reafirmou uma fonte do clube aviador ao nosso jornal. Ninguém afecto aos agostinos conseguiu explicar a este diário o aparente imbróglio em que se encontra o guarda-redes Neblú. Ao contrário de outros reforços, cujas ausências foram justificadas, nem antes nem depois da cerimónia oficial de apresentação do plantel, o 1º de Agosto fez mais qualquer pronunciamento acerca da situação contratual do jovem guardião.

Enquanto durar este impasse, Neblú vai ficar com o coração dividido. Ele é rápido a tirar para fora o que lhe vai na alma: “Estou numa incógnita por causa do contrato que ainda vigora com o ASA, mas gostaria imenso de representar o 1º de Agosto”, augurou. De modo similar, o nosso interlocutor garantiu que continua à espera de uma proposta do Benfica de Lisboa. No ano passado, ele esteve em experiência nos juniores encarnados e parece ter encantado o técnico da equipa. “Ele (técnico do Benfica de Lisboa) prometeu que ligaria para mim, ou então que aguardasse quando a equipa viesse fazer uma digressão aqui no país”, finalizou. BF


Loucura na apresentação
oficial do 1º de Agosto

Loucura total! Eis a palavra exacta para descrever a forma ensurdecedora como as quase duas centenas de sócios, adeptos e simpatizantes se comportaram ontem durante a apresentação oficial do 1º de Agosto. O anfiteatro da sede militar foi pequeno para conter a euforia da enorme moldura humana, que não se fartou de aplaudir, assobiar e gritar. Alguns nem se importaram de ficar de joelhos ou mesmo sentados no chão, enquanto um bom número protestava do lado de fora, pois o recinto já estava com a lotação esgotada.

A concentração dos adeptos rubro-negro na sede do clube coincidiu com a chegada do autocarro em que se encontrava todo o plantel para 2012. Nem mesmo a reunião de quase uma hora entre a direcção, representada ao mais alto nível pelos generais Carlos Hendrick, presidente, e Sá Miranda, vice-presidente para o futebol, esgotou a paciência de quem chegou cedo para ver de perto a equipa. Tão logo os jornalistas foram convidados para entrar no anfiteatro, a mole de gente também seguiu atrás e aos empurrões conseguiu forçar a entrada, embora as moças do protocolo tentassem convencer a multidão a esperar a sua vez de entrar.

O general Sá Miranda teve de sair do presidium para ordenar a abertura da porta. “Deixem entrar todo o mundo, ninguém fica lá fora”, autorizou. A voz do dirigente mal tinha ecoado e já a multidão se acotovelava para entrar no anfiteatro. No afã de chegar perto do plantel, alguns adeptos subiram para o segundo andar, mas deram meia volta antes de as portas voltarem a ser fechadas, pois já não havia mais espaço para ninguém.

A bem da verdade, a euforia dos adeptos confundiu o ambiente na sala. Era apenas a apresentação do plantel, mas a cada nome do técnico ou jogador anunciado, os gritos mais pareciam a comemoração de um golo ou de uma grande jogada. O técnico Romeu Filemon recebeu uma salva de palmas de quase um minuto, enquanto os atletas Elísio, Buá, Capuco, Tchitchi e sobretudo Mano quase levaram a sala abaixo, pois os adeptos fizeram música com os seus nomes. BF