Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Ronda 29 pode ser decisiva

Betumeleano Ferro - 28 de Outubro, 2017

1 de Agosto e o Atltico Sport Aviao, nicos invictos

Fotografia: Jornal dos Desportos/ Edies Novembro

O 1º de Agosto e o Atlético Sport Aviação, únicos invictos no campeonato nacional de futebol da primeira divisão (Girabola) desde o seu arranque em 1979, trilham caminhos diferentes na competição, com os militares a lutarem para a conquista do título e os aviadores para não descerem de divisão.
Este habituou-se a ser o cenário dos últimos anos: Na época 2015 o ASA garantiu a permanência nas últimas jornadas, num campeonato em que o 1º de Agosto terminou com os mesmos números de pontos (60) do campeão Libolo, ficou em desvantagem nos jogos ente si. 
Em 2016, ano em que a formação das Forças Armadas Angolanas conquistava o seu décimo título, nove anos depois, a turma do aeroporto só conseguiu manter-se na mais alta competição futebolística na ronda derradeira, em que ficado em 13º, apenas um degrau acima dos lugares de despromoção, feito conseguido com vitória sobre o 4 de Abril do Cuando Cubango (2-0), que relegou este para a segunda divisão.   
Neste Girabola 2017, as coisas repetem-se, com os aviadores em maus lençóis, actualmente, em 14º lugar com 26 pontos, os mesmos do Progresso da Lunda - Sul em 13ª e menos um ponto que a Académica do Lobito, em 12º lugar.
De novo o ASA, nessa etapa derradeira coloca-se em frente ao 1º de Agosto para a 29ª jornada, que em caso de vitória revalida o título de campeão, soma o seu 11º troféu.
Por isso, os aviadores nem contam com um possível "favoritismo" dos "agostinos", que não tencionam adiar a festa para a última jornada, em que vão defrontar o difícil Kabuscorp do Palanca, apesar de estar a fazer uma temporada menos conseguida (quarto colocado, com 47 pontos). E, igualmente, porque tem à espreita o Petro de Luanda, que ainda sonha com o título.
Por isso, adivinha -se um encontro extremamente complicado para a turma do aeroporto, que faz contas pela manutenção.  
Se nesta penúltima jornada vai receber o primeiro classificado, e ainda campeão em título, 1º de Agosto, já na última, o ASA vai  ao Lobito enfrentar a Académica local, seu adversário directo na luta pela permanência.
O mesmo para dizer que tem duas missões complexas, que se não ultrapassadas, se reduzirá a apenas um “sobrevivente” no Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão (Girabola), desde o seu “pontapé de saída”.
Fundado em 1953, o Atlético Sport Aviação tem na sua galeria três títulos de campeão nacional (2002, 2003 e 2004), enquanto o 1º de Agosto, criado em 1977, possui dez títulos.