Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

S a vitria interessa ao ASA

22 de Dezembro, 2018

Tcnico assegura que os pupilos vo lutar para o objectivo fundamental da equipa no campeonato.

Fotografia: M.Machangongo | Edies Novembro

A equipa do ASA pretende alcançar uma vitória, amanhã, a segunda desde o arranque do Girabola Zap 2018/2019, no duelo em que vai medir forças com o Santa Rita de Cássia FC do Uíge, referente à oitava jornada da aludida prova, para devolver a alegria aos seus adeptos e à massa associativa. A intenção foi avançada ao Jornal dos Desportos, pelo técnico José Dinis.
\"Tal, como nos outros jogos que já efectuámos, os nossos jogadores sempre se apresentam motivados, quer a jogar em casa ou fora dela, apesar da tristeza que nos acompanha, por falta de vitórias, tal, como aconteceu na jornada passada. Mas esse jogo faz parte do passado e nós estamos agora voltados para o duelo com o Santa Rita\", disse o técnico.
José Dinis disse que trabalharam ao longo da semana com o pensamento virado para o desafio de amanhã, onde o adversário é uma equipa que regressou à alta competição, à semelhança do próprio ASA.
\"Estivemos a trabalhar ao longo da semana, com o propósito de alcançar uma vitória, que nos garanta três pontos, diante de um adversário que tal como nós, subiu ao Girabola Zap no ano passado,  ambos estamos à procura de rotina de jogo da competição, com a maioria de jogadores em busca de maturidade, porque não a tinham. Mas de uma forma ou de outra, só a vitória interessa ao ASA, apesar, dos três desfechos possíveis que existem num duelo\", confessou.
Não obstante o optimismo que carrega, sobre esse desafio, o técnico aviador lembrou que o jogo vai ser difícil, visto que os dois conjuntos lutam para melhorar a respectiva classificação, em função das posições que ocupam na tabela.
\"Sei que o jogo de domingo (amanhã) com o Santa Rita será a doer, visto que cada um de nós procura o seu espaço. Viemos, ambos, de uma derrota, daí, a necessidade de lutarmos para o alcance do triunfo. Isso, torna este jogo numa autêntica batalha futebolística\", acrescentou. 
Indagado exactamente sobre a situação classificativa da sua equipa, o treinador do ASA mostrou-se quase sereno. Avançou, que essa situação pode ser passageira, na medida em que dos sete jogos que a equipa aviadora já efectuou, cinco foram em casa dos adversários.
\"Tal, como já disse acima, a condição classficativa do ASA  não é nada agradável, antes pelo contrário. Mas é preciso lembrar, que em sete jogos que já realizou para este Girabola, o ASA disputou cinco fora do reduto, dois em sua casa, tem seis pontos\", rematou.