Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Sagrada Esperança brilha na liderança

Pedro Augusto - 25 de Abril, 2017

Lundas estão em grande no campeonato nacional

Fotografia: Jose Soares | Edições Novembro

A prestação irrepreensível do Sagrada Esperança da Lunda Norte no Girabola Zap 2017, disputadas já onze jornadas, supera em grande o desempenho no mesmo período da temporada passada. Com o turco-alemão Ekrem Asma no comando técnico, os diamantíferos não só estão a obter bons resultados, como estão a convencer, dada a qualidade futebolística que apresentam, não importa em que campo nem que  adversário.

Um Sagrada Esperança descomplexado, determinado e ganhador, é o que Ekrem Asma tem apresentado jornada após jornada no campeonato, que lhe vale a liderança da prova. Aliás, um desempenho que chega a não surpreender quem anda de mãos dadas com o futebol, pois o antigo treinador da Académica do Lobito é apologista de jogo ofensivo e com qualidade.

As oitos vitórias alcançadas em onze jogos, cinco em casa e três fora de portas, reflectem o novo Sagrada Esperança. Além disso, a equipa empatou uma vez (diante do Progresso da Lunda Sul, em Saurimo) e perdeu em duas ocasiões, diante do Kabuscorp do Palanca e do Recreativo da Caála, nos Coqueiros (Luanda) e no Mártires da Kanhala (Huambo). 

Os números actuais superam a prestação da equipa no mesmo período na época passada. Ou seja, em 2016, sob comando de Zoran Maki, os diamantíferos obtiveram quatro triunfos (menos um), três empates (mais dois) e quatro derrotas (mais duas). Com isso, o Sagrada Esperança à Ekrem Asma totaliza 25 pontos, mais 10 pontos que nas 11 jornadas da época passada, sinónimo de que está a valer a grande aposta da direcção do clube da Lunda Norte, depois de nas épocas anteriores a equipa andar aos solavancos na competição.      

Com resultado 100 por cento vitorioso nos jogos em casa, por sinal a única equipa, o Sagrada Esperança está a um triunfo para igualar a prestação da equipa em todo o campeonato passado. Melhor, no Girabola Zap 2016, os diamantíferos em 30 jogos conseguiram seis vitórias caseiras. Assim, com mais 10 jogos por disputar em casa, incluindo os da segunda volta, o Sagrada Esperança tem condições competitivas e anímicas para atingir e superar tal performance.

O \"boom\" da equipa do Leste, este ano, tem semelhanças ao verificado na época de 2005, sob comando de Mário de Sousa Calado, quando os lundas conquistaram o título nacional, campeonato disputado então por 14 equipas. Na altura, os diamantíferos souberam fazer e bem o trabalho de casa. Ou seja, a equipa para chegar aos 51 pontos em 26 jogos, venceu 9 no Dundo e 6 no terreno dos adversários, o que  garantiu os pontos necessários para fazer a festa de campeão.

DEZANOVE GOLOS
Diamantíferos têm “ataque de fogo”


Uma linha avançada demolidora e uma defesa consistente: é um dos grandes segredos da excelente prestação do Sagrada Esperança no Girabola Zap 2017. Os diamantíferos  tal como o campeão 1º de Agosto (quarto classificado), têm o melhor ataque do campeonato, 19 golos, porém, sofreu mais tentos que os militares, 7 - 4.

A média de golos apontados pelos lundas (1,7) é aceitável, pois a equipa só não marcou em três jogos, curiosamente, naqueles em que perdeu pontos no campeonato, um empate e duas derrotas. Trata-se dos desafios com o Progresso da Lunda Sul (0-0), Kabuscorp do Palanca (2-0) e Recreativo da Caála (1-0).

Nos restantes jogos, o Sagrada Esperança fez o gosto ao pé, inclusive obteve a goleada mais expressiva até agora no presente campeonato, 6-0 sobre o JGM do Huambo, estatuto igualado pelo Recreativo do Libolo na recepção ao mesmo adversário.  Contudo, os pupilos de Ekrem Asma não desafinaram as botas. Em mais duas ocasiões, nas visitas ao Académica do Lobito (oitava jornada) e ao 1º de Maio de Benguela (décima -primeira), o Sagrada Esperança marcou mais de três golos, ou seja, vitórias por quatro bolas a duas.
   
 Os diamantíferos fizeram igualmente o gosto ao pé, nos seguintes desafios: Interclube (1-0/1ª jornada), Atlético Sport Aviação (1-0/3ª), 1º de Agosto (1-0/7ª ) e Clube Desportivo da Huíla (1-0/9ª jornada). O avançado Femi, com 5 golos, é o artilheiro da equipa. O nigeriano consta da lista dos cinco melhores e reparte a segunda posição com Tiago Azulão (Petro de Luanda) e Bena (ASA).

ESTATÍSTICA
Ekrem Asma
supera Maki


A equipa do Sagrada Esperança da Lunda Norte tem um saldo positivo, nos onze jogos disputados este ano, relativamente ao igual período da época de 2016. Oito vitórias, um empate e duas derrotas, que totalizam 25 pontos, é a performance dos lundas no Girabola Zap 2017, contra quatro triunfos, três empates e quatro derrotas, que perfez 15 pontos no ano passado. Os lundas foram os primeiros a infringir a maior goleada do campeonato, 6-0, sobre o JGM Académica Sport do Huambo, resultado alcançado também pelo Recreativo do Libolo, ao mesmo adversário. Resultados do Sagrada Esperança nas duas épocas em igual período:  

ÉPOCA 2016                                           
CD Huíla - Sagrada (1-0)
Sagrada - 1º de Maio (3-1)
Kabuscorp - Sagrada (1-0)
Sagrada - Interclube (0-2)
ASA - Sagrada (1-2)
Sagrada - Petro (1-0)
Benfica - Sagrada (1-0)
Sagrada - 1º de Agosto ( 0-0)
4 de Abril - Sagrada (0-0)
Sagrada - Académica (1-0)
Progresso LS - Sagrada (0-0)

ÉPOCA 2017

   Sagrada - Interclube (1-0)
Progresso LS - Sagrada  (0-0)
Sagrada - ASA (1-0)
Kabuscorp - Sagrada (2-0)
Sagrada - JGM do Huambo (6-0)
CR da Caála - Sagrada (1-0)
Sagrada - 1º de Agosto  (1-0)
Académica - Sagrada (2-4)
Sagrada - CD Huíla (1-0)
Maquis -  Sagrada (0-1)
1º de Maio - Sagrada (2-4)
PA