Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Sagrada perde em casa

Armando Sapalo , no Dundo - 21 de Janeiro, 2019

Lundas entraram e bem e determinados a criarem situaes de golo porm os atacantes foram perdulrios

Fotografia: Paulo Mulaza | Edies Novembro

Não obstante a exibição de encher os olhos, o Sagrada Esperança  perdeu ontem no Dundo, por 1-0.  O golo do Kabuscorp do Palanca foi apontado por Paulito, aos 18 minutos, por falha de marcação.O Sagrada Esperança entrou bem e determinado a vencer o jogo, aos 15 minutos  criou várias  situações  de golo,  que não foram aproveitadas  pelos seus atacantes.
Jiresse e Mussa foram as apostas do ataque, em razão da estratégia montada pelo técnico Agostinho Tramagal, contudo,  não foram capazes de  transformar em golos as investidas municiadas  a partir do meio campo,  pelos seus companheiros de equipa.
O sector intermédio do Sagrada Esperança, composto por Lourenço e Higino,  com a ajuda nas alas  do Femi e Cachi,   teve um desempenho positivo na organização do jogo ofensivo da equipa, todavia,  na altura de defender revelou falta de comunicação,  fundamentalmente de marcação.
Devido à falta  de marcação, \"homem a homem\",  os donos da casa  deixaram  a zona de meio campo com muitos espaços em aberto, que  permitiu aos  forasteiros  assumirem o controlo da partida.Na primeira falha de marcação, por parte do Sagrada Esperança , o Kabuscorp do Palanca chegou ao golo por intermédio do seu médio defensivo Paulito aos  18 minutos,  através de um remate violento que  não deu  tempo  ao  guarda-redes JB Missenga.
À semelhança da primeira parte,  no reatamento os diamantíferos entraram melhor e adivinhava -se  capacidade de resposta por parte dos pupilos de Agostinho Tramagal.
O Sagrada Esperança  teve um desempenho de encher os olhos,  mas  a finalização \"ofuscou  \", por   completo, a boa exibição.
Nos últimos minutos da partida , por várias ocasiões,  o Sagrada Esperança  encostou o adversário ao último reduto e com jogadas  que  apontavam para o empate e a \"cambalhota\" no resultado.Foram instantes de autêntico sufoco para o Kabuscorp, que   face às investidas do Sagrada Esperança,  optou por defender a magra vitória.