Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

"Sambilas" mais fortes e sem lesionados

Avelino Umba - 30 de Abril, 2016

Regresso s vitorias aconteceu na nona jornada com o Interclube por 2-1

Fotografia: Paulo Mulaza

O regresso de alguns jogadores que estiveram a contas com lesões, nomeadamente, Yano, Lawrence, Nzau, Brazuka e Luís de Sousa pode recompor a equipa que durante nove jornadas esteve desfalcada desde o início do Girabola Zap.

Yano esteve fora dos campos desde o jogo da quinta jornada com o 1º de Maio em que a sua equipa venceu, por 2-1, porque esteve a contas com uma lesão no tornozelo direito.

Lawrence já trabalha com bola e alterna com o ginásio. Este defesa central foi assolado por uma lesão no joelho direito desde a primeira jornada no jogo com o Porcelana que empataram sem golos.

Nzau teve uma fractura no dedo pequeno do pé direito, numa das sessões de treino na terceira jornada, e Brazuka  teve uma lesão no tornozelo esquerdo, esteve ausente duas jornadas  já treina com o grupo sem limitações.Luís de Sousa é o jogador que mais ausente esteve. O atleta mais antigo da equipa com 16 anos ao serviço dos “sambilas" esteve ausente desde o início do Girabola. O jogador regressou esta semana proveniente de Windhoek onde esteve em tratamento médico durante mês e meio, devido à contusão no joelho direito contraída no final do campeonato anterior no jogo com o Progresso da Lunda Sul.

Depois do estágio em Windhoek  na jornada inaugural do Girabola Zap, a equipa empatou (0-0) com o Porcelana e a seguir perdeu  (0-2) com o 1º de Agosto e 0-2 com o Desportivo da Huíla.

Finda a onda de maus resultados, seguiram-se duas vitórias consecutivas diante do 4 de Abril do Cuando Cubango,  por 2-1, e do 1º de Maio também pelo mesmo resultado (2-1). Na sexta jornada, a equipa voltou aos empates: com a Académica do Lobito (0-0), Kabuscorp do Palanca (0-0) e Progresso da Lunda Sul (0-0). O regresso às vitorias da equipa comandada por Albano César aconteceu na nona jornada no jogo com o Interclube, por 2-1, com uma exibição que  espantou muita gente. As críticas deram lugar a elogios, a desconfiança desapareceu numa altura em que os “sambilas” ocupam  a oitava posição com 13 pontos, os mesmo que o Recreativo do Libolo e o Progresso da Lunda Sul.

A equipa marcou seis golos e sofreu sete. Luís Tati tem três tentos na sua conta pessoal,  Silva é detentor de dois e Yano um golo. Com o regresso e a consequente integração destes jogadores, a formação “sambila” fica mais consistente apesar de fazer alguns resultados positivos sem alguns dos seus jogadores fundamentais.

Os “sambilas” mostram-se mais fortes até aqui do que na época passada, quando esteve sob o comando do técnico Mário Calado,  nessa altura encontrava-se na 11ª posição com nove pontos.