Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Sambilas no Luena com duas baixas

AVELINO UMBA - 14 de Abril, 2018

Progresso do Sambizanga motivado por defrontar hoje tarde o FC Bravos do Maquis.

Fotografia: M MACHANGONGO/ EDIES NOVEMBRO

O defesa Buchinho e o lateral direito Eliseu, ambos do Progresso do Sambizanga, são baixas confirmadas para o jogo desta tarde a partir das 15h00, no Estádio Mundunduleno, no Luena, frente ao FC Bravos do Maquis, referente à 10ª jornada do Girabola Zap 2018.
Buchinho está com uma contusão no joelho direito, enquanto o influente Eliseu foi admoestado com o cartão vermelho directo, no jogo com o Petro de Luanda, cujo resultado saldou-se num empate a duas bolas.
Hélder Teixeira, treinador principal dos sambilas, lamentou o facto, mas acredita que os jogadores que forem chamados vão estar à altura de corresponder com as expectativas da equipa técnica.
\"É sempre motivo de lamentar, mesmo a saber que temos jogadores à altura para preencher os lugar dos que ganharam rodagem aceitável, mas acredito que amanhã (hoje) podemos ter os sectores todos consolidados, para a conquista de três pontos\", prometeu.
Hélder Teixeira e adjuntos reforçam a ideia de que a viagem ao reduto da formação orientada pelo técnico Zeca Amaral não se afigura fácil, pois, sabem que o Bravos do Maquis pode apresentar-se  com argumentos suficientes para complicar a vida da sua equipa.
\"Com o respeito que temos pelo adversário, trabalhamos sempre no nosso máximo para que a equipa faça o seu jogo, com objectivo de não perder, apesar de sabermos que vamos jogar com uma equipa com um treinador astuto e experiência. É um treinador que sabe montar muito bem o grupo e em função disso, treinámos com muito cuidado e procurámos também montar uma estratégia para contrapor os intentos do adversário\", frisou.
Separados por cinco pontos, 13/8, os sambilas vêm de uma vitoria 2-1, sobre o  1º de Maio, enquanto o adversário empatou a zero bolas com o Cuando Cubango, na jornada anterior. Para Hélder Teixeira, o sexto lugar é motivo de orgulho para o que se pretende na prova.
\"O sexto lugar  dá-nos um motivo de orgulho, em função do que é a nossa equipa, neste momento. Isso é bom, mas sempre com pensamento de lutar para somar mais pontos e melhorar sempre a classificação, e consequentemente, fazer um campeonato sem sobressaltos \", concluiu.
AU