Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Sambilas no Mundunduleno sem Nandinho

Avelino Umba - 21 de Dezembro, 2019

Fotografia: Edies Novembro

O central Nandinho, uma das pedras fundamentais na manobra da equipa, é uma ausência de vulto no plantel do Progresso do Sambizanga, para o jogo com o FC Bravos do Maquis, que se disputa, hoje, às 15h00, no Estádio Mundunduleno, no Luena, para o fecho da primeira volta do Girabola Zap 2019/2020. O camisola 25da equipa do sambila pediu dispensa, à direcção do clube, para viajar para Portugal, para assistir ao matrimónio de seus país.

A pouca afluência dos jogadores, nos primeiros dias de treino, na semana  que serviu para o referido jogo, faz parte do passado, porquanto o número aumentou, consideravelmente, pois, todos almejam conquistar um lugar no \"onze\" inicial. Ou seja, a maioria dos jogadores que faz parte do esqueleto base, viajou para o Luena, devido à forte mobilização da equipa técnica, liderada por Hélder Teixeira, coadjuvado por Diogo Pedro “Dione” e Paulo Dias.

O treinador - adjunto, Diogo Pedro”Dione”,  considerou importante a afluência de jogadores nas sessões de treino, nos últimos dias que antecedem ao jogo de hoje. Garantiu, que apesar de algumas contrariedades no plantel, que não mencionou, a rapaziada trabalhou ao máximo e está confiante num bom jogo. 

“Apesar de reconhecermos o poderio do adversário, que joga em casa, a nossa rapaziada está preparada a realizar uma boa partida, com objectivo único de conquistar os três pontos”, disse.  Os 12 pontos conquistados, em 14 jornadas, não satisfazem os intentos da direcção do clube, assim como da equipa técnica, daí,   necessidade de se inverter o quadro na segunda volta.De acordo com Diogo Pedro “Dione”, esta pontuação “periga” a manutenção da equipa no Girabola Zap. Por esta razão, a equipa terá que entrar na segunda volta com tudo o que estiver ao seu alcance, sob pena de comprometer às suas aspirações, na próxima temporada.

“Os 12 pontos conquistados, durante 14 jornadas, não satisfazem os objectivos da equipa técnica, nem tão pouco da direcção do clube, que passam pela manutenção da equipa no  Girabola Zap, pois, nesta altura, a meta era a equipa estar  ao meio da tabela, de formas a sentir-se mais folgada. Assim, teremos de fazer tudo o  que estiver ao nosso alcance, na segunda volta, para tirar a equipa do lugar que se encontra”, referiu. O apoio dos adeptos, dado o mau momento que a equipa atravessa, no campeonato, é de extrema importância para o Progresso, de acordo com o adjunto Diogo Pedro “Dione”.