Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Sambilas relaxam e perdem

Avelino Umba - 02 de Setembro, 2017

Progresso do Sambizanga deu a ver diante do JGM do Huambo problemas na transio defensiva

Fotografia: Kindala Manuel

O Progresso Sambizanga  perdeu ontem no Estádio dos Coqueiros com o JGM do Huambo, por 1-2, em partida referente à 23ª jornada do Girabola Zap 2017. Os golos da partida foram apontados por Fofó (pénalti) pelos \"sambilas\" e, pelos visitantes, por Dilman aos 50 e , 70\' respectivamente. Os \"sambilas\" só se podem queixar de  si mesmo porque não fizeram nada para  justificar a sua teórica superioridade em campo, diante dos visitantes que chegaram a vulgariza-los durante longo período da primeira parte, com grandes e notáveis exibições, que obrigaram, por varias ocasiões.

Os \"sambilas\" podiam aproveitar a ingenuidade do adversário para ir ao intervalo com um resultado volumoso, não fosse a forma como os menosprezavam.

Sem grande intensidade, nos primeiros minutos jogavam com excesso de confiança, antes uns visitantes que  faziam o seu jogo, mas sem grandes discernimentos nem grandes margens de progressão.

O primeiro momento do jogo aconteceu aos 24\'.  Bruno, na grande área, tinha tudo para fazer o primeiro golo da partida. Foi agarrado pelo adversário, ficou estático à espera da sanção do árbitro, mas este não atendeu. A bola teimosamente bateu no poste esquerdo, chegou à linha e o pior não aconteceu porque o defesa do JGM estava , afastando-a para longe da baliza defendida por Moreira.

O JGM parecia ter medo de abordar lances dentro das quatro linhas. Fazia maus passes e, algumas vezes, más recepções. Na passagem do minuto 31, numa jogada combinada, Yano, em situação privilegiada, rematou muito forte que obrigou uma defesa arrojada de Moreira, que socou a bola para cima da baliza. Neste lance, o guarda-redes ficou maltratado tendo sido substituído de imediato.

O golo inaugural da partida aconteceu no minuto 39 quando Vivi, fez falta na grande área sobre Yano e árbitro Carlos da Silva em cima do lance assinalou grande penalidade.

Fofo chamado a cobrar fê-lo com mestria com Moreira a atirar-se do lado esquerdo e a bola do lado direito. Estava feito o 1-0 a favor da equipa de Kito Ribeiro, resultado que durou até ao intervalo.

SEGUNDA PARTE


No reatamento da partida, esperava-se um Progresso mais agressivo, mas os problemas na transição defensiva e erros primários explicam, em parte, o que se passou na equipa Sambila em pouco tempo da segunda parte, quando aos 50\', Dilman aproveitou o erro defensivo e rematou com o seu pé esquerdo sem qualquer defesa de Titi.

A partir desta altura, o jogo ganhou outro ritmo, com o Progresso mais agressivo e com mais determinação. Fofo aos aos 63\' desferiu um remate que mereceu uma defesa apertada de Moreira, deixando este mais uma vez maltratado. Já com o \"guião certo\", os pupilos de Kito Ribeiro praticavam um futebol com mais intensidade, sempre na tentativa de chegarem à baliza contrária, pois eram instruídos a jogarem mais para frente.

O JGM, não cruzou os braços e autor do primeiro golo, Dilman, aos 70\' voltou a colocar a bola dentro das malhas de Titi que ficou... a ver navio! Já nos minuto de compensação, Fofo, bem deslocado, tinha tudo para repor a igualdade. Frente a  frente com o guarda-redes contrário  rematou para cima da baliza. Minuto depois o árbitro apitou pela ultima vez. O jogo foi bem ajuizado pelo Carlos da Silva, coadjuvado pelo Manuel Lebo e Joaquim da Rocha.