Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Sambilas travam polcias

Morais Can?mua - 04 de Agosto, 2017

Sambilas continuam sem vencer na segunda volta do campeonato

Fotografia: Jornal dos Desportos | Edies Novembro

O empate nulo verificado ontem, nos Coqueiros, entre as equipas do Progresso Sambizanga e do Interclube, de acerto da 19ª jornada 19 do Girabola Zap 2017, justifica o que se passou durante os 90´.mNum jogo sem muita acutilância, polícias e sambilas equipararam-se no que a eficácia diz respeito, porém, foram os comandados de Paulo Torres quem mais inconformismo demonstraram, principalmente na primeira metade do desafio.

Bem nos processos de jogo, com transições defensivas e ofensivas bem elaboradas, faltou aos rapazes do campeão do Mundo de Sub-20 a pontaria que se impunha em função do volume de jogo que submeteram ao adversário. Isso fez com que os polícias falhassem a terceira vitória consecutiva nessa fase do campeonato. 

A notável falta de velocidade do jogo produzido pelos rapazes de Kito Ribeiro, muito pelas ausências de Vá e Fofó, proporcionou com que os jogadores do Interclube ensaiassem o seu futebol rendilhado sem a oposição desejada. Aos 27´, fruto desta avalanche ofensiva, Baby rematou com perigo obrigando o guarda-redes Titi, do Progresso, a uma defesa de recurso.

Ainda assim, pertenceu aos sambilas a oportunidade flagrante de golo quando, na sequência de um livre cobrado na direita por Lunguinha, aos 30´, Sergé cabeceou levando a bola a embater no poste esquerdo da baliza de Neblú. Na resposta, dando sequência ao seu jogo intencional, Paty desferiu um portentoso remate que Titi defendeu para canto.

Sem muito mais realce, a primeira parte terminou com o nulo no marcador, porém, com nítido domínio dos homens do Rocha Pinto.
Na segunda metade do desafio, sabendo bem que a sua equipa perdia terreno, Kito Ribeiro operou duas substituições numa sentada. Os improdutivos Cabibi e Gaca, ficaram nos balneários dado os seus lugares a Celso e Luís, que deram outra chama ao jogo ofensivo da turma sambila.

O Interclube, porém, viria a ter uma contrariedade no seu xadrez quando, por lesão grave, Baby viria a ser substituído, aos 50´, por Dasfaa. Foi este jogador quem veio revolucionar o jogo dos polícias. Muito dinâmico,  privilegiava as alas para desfazer-se dos seus opositores e executar cruzamentos venenosos. Aliás, aos 75 e aos 77´, por pouco o Interclube chegaria ao golo, fruto de dois cabeceamentos perigosos de Moco, num dos quais com a bola a beijar o travessão da baliza de Titi.

Entretanto, os donos de casa, procuravam dar um ar da sua graça, com as entradas de Luís, Celso e Patrick, jogadores que trouxeram maior dinâmica no jogo ofensivo. Aos 81´, Yano tentou uma jogada de recurso, levou perigo à baliza contrária, mas com mau aproveitamento dos seus colegas.

O árbitro Paulo Sérgio realizou um bom trabalho. Foi muito bem acompanhado pelos assistentes Tomás Lima e Segunda Tchisseque.


DECLARAÇÕES

Diogo Pedro “Dione” Progresso
“Empate é justo”


 "O empate é justo. Não marcámos. Tivemos algumas oportunidades e não conseguimos concretizar. Temos que dar os parabéns aos nossos jogadores pela entrega durante o jogo. Vamos continuar a trabalhar para pontuarmos nas próximas jornadas".


Paulo Torres Interclube
“Dominámos o jogo”


"A avaliação que faço é boa. Sabíamos que iramos jogar com uma boa equipa. Seria fundamental fazermos golo na primeira parte. Dominámos o jogo mas ainda assim, não marcámos. Na segunda parte tivemos algumas dificuldades pela substituição forçada do Baby que era uma das nossas principais unidades. O empate acaba por ser bom. É uma pena não ter havido golo".