Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Santa Rita pronto para a vitória

Augusto Panzo - 21 de Outubro, 2017

Técnico do Santa Rita nega ter possibilidades para evitar a despromoção

Fotografia: José Soares

O treinador da equipa do Santa Rita de Cássia FC, Hélder Teixeira, disse ontem ao Jornal dos Desportos que o seu conjunto está pronto para defrontar e vencer o 1º de Maio, no duelo de amanhã entre os dois conjuntos no relvado do Estádio 4 de Janeiro, na cidade do Uíge, partida referente à 28ª jornada, antepenúltima do Girabola Zap de 2017.
\"É uma partida, que realmente temos de jogar para ganhar. Sabemos que será muito difícil, mas em primeiro lugar temos a incumbência de vencer, com o propósito de melhorar a nossa condição pontual\", afirmou o técnico.
O treinador mostra-se optimista, em função da qualidade que os seus jogadores demonstram no rectângulo de jogo.\"Tenho confiança, que a minha equipa vai ganhar esse desafio, porque os meus jogadores mostram qualidade nos jogos que disputamos\", sublinhou.
Hélder Teixeira considera,  que a prova mais evidente, foi a que se viu no Estádio 11 de Novembro, diante do Petro de Luanda. \"Perdemos a eliminatória, mas os meus jogadores deixaram boa impressão\", revelou.    
Último classificado da tabela, com 17 pontos, abaixo do JGM do Huambo que tem 21 pontos, ao Santa Rita de Cássia resta  cumprir calendário, pois, a situação classificativa é bastante complicada.
O treinador ao ser indagado sobre uma possível vitória no jogo com  os proletários de Benguela podia dar um outro alento, respondeu que não, porque reconhece não haver hipóteses  para o Santa Rita  resistir à queda de divisão.
\"Um possível triunfo é motivador, mas serve apenas para melhorar a nossa pontuação. Apenas isso, porque de resto já não temos hipóteses de permanecer no Girabola Zap de 2017, nem que vençamos os três últimos jogos que temos na frente\", disse.
Além deste desafio, diante do 1º de Maio de Benguela, o Santa Rita de Cássia FC defronta o Petro de Luanda na penúltima ronda do Girabola Zap de 2017, e encerra a campanha diante do Progresso Associação do Sambizanga, tarefa que se prevê dificílima para a formação do santuário do Uíge.


POSICIONAMENTO         
Hélder Teixeira pode continuar no comando


O Santa Rita de Cássia FC do Uíge tem a sua situação definida, no que toca à permanência ou não no Girabola, porém, o treinador mostra-se disponível em permanecer à frente do grupo, desde que seja contactado pela direcção do clube e haja melhoria na condição financeira. Hélder Teixeira prontificou-se em trabalhar com a equipa, com o propósito de voltar a colocar o Santa Rita de Cássia no Girabola Zap de 2019. "Se a direcção do clube entender que eu posso continuar à frente da equipa, se houver boas condições financeiras, eu fico", afirmou.
"Vou trabalhar, tornar a equipa do Santa Rita um conjunto muito agressivo, no sentido positivo, e voltar a colocar o conjunto na Primeira Divisão em 2019", confessou o técnico.
Hélder Teixeira faz parte do grupo de novos treinadores surgidos no mercado nacional, ao lado dos seus companheiros de profissão, como Luís Quintas, David Dias, Paulo Saraiva e outros, que fazem parte dessa nova geração.
O treinador assumiu o comando da equipa do Santa Rita de Cássia,  na segunda volta da presente edição do Girabola, em substituição do português Sérgio Daniel Traguil que por incompatibilidades com a direcção presidida por Nzolani Pedro, preferiu "largar o barco a meio da tempestade".                          AP