Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Santa Rita trava Interclube

13 de Dezembro, 2018

Equipa da Polcia volta a perder pontos com um adversrio teoricamente inferior

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

O Santa Rita de Cássia, versão Paulo Saraiva, está na mó de cima. Depois de na jornada passada ter travado, em casa, o Kabuscorp do Palanca, com quem empatou a uma bola, ontem, os \"católicos\" uigenses voltaram a bater o pé a um candidato ao título, o  Interclube, com repartição de pontos, mercê do empate a duas bolas.
O empate chega a ser traiçoeiro, pois os \"católicos\" foram dominadores na segunda metade do desafio, período em que chegaram a criar várias situações de golo que só não aconteceram porque Landu esteve muito atento.
Os polícias começaram o jogo com muita pressão. Mesmo com casa vazia, dominaram  o meio-campo, porém, aos 7 minutos, acabaram por sofrer um duro golpe, quando Foguinho, avançado do Santa Rita de Cássia FC do Uíge, surpreendeu o guarda-redes Landu, com um chapéu bem colocado.
O golo sofrido não abalou os alicerces do Interclube. Jorginho (que marcou um grande golo no jogo passado) e Pirolito tomaram o controlo do meio-campo e ajudavam a provocar calafrios junto da grande área dos \"católicos\". Como resultado disso, aos 15´, os polícias efectuaram um contra-ataque que originou o empate por intermédio de Gláucio.
Com o tento do empate, a equipa do Rocha Pinto  impôs-se ainda mais no jogo e, como consequência do domínio, aos 35 minutos, Dasfaa foi empurrado na grande área, o árbitro da partida não hesitou, assinalou grande penalidade a favor do Interclube. Pirolito foi chamado a cobrar o castigo máximo e fez o golo, desempatando a partida, resultado esse com que se chegou ao intervalo.
O regresso ao jogo foi totalmente diferente. Ou seja, contrariamente ao que se esperava, o Santa Rita de Cássia entrou mais forte. As substituições operadas por Paulo Saraiva, entradas de Zeza e Cely, modificaram a maneira de jogar dos \"católicos\". Os quatro contra-ataques feitos nesse período estremeceram a defesa dos polícias, que se mostrava  não ter forças para responder a pressão do Santa Rita de Cássia.
Fruto disso, aos 81´, o avançado Cely, com um remate colocado dentro da grande área do Interclube, empatou o jogo para alegria dos uigenses e tristeza dos luandenses presentes no 22 de Junho.

ARBITRAGEM   
A equipa de arbitragem chefiada por Benjamim Andrade realizou um bom trabalho. O juiz e seus assistentes, Barnabé Ngulo e Nilton Armando, demonstraram sincronia no ajuizamento das jogadas.