Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Santana Carlos negoceia continuidade no Clube

Jorte Neto - 22 de Novembro, 2011

Santana Carlos pode estar de sada do Petro de Luanda

Fotografia: Jornal dos Desportos

O avançado Santana Carlos tem a sua permanência condicionada na equipa do Petro Atlético de Luanda para o Girabola’2012, apesar de ter mais dois anos de contrato com a formação petrolífera.Tomás Faria, vice-presidente para o futebol tricolor, garantiu que o goleador está no lote dos jogadores que ainda não têm garantida a sua continuidade no clube para o próximo ano, pois têm de acertar alguns pormenores.

“O Santana é um atleta que tem contrato com o clube, faz parte de um grupo de jogadores que ainda tem contrato por mais uma ou duas épocas, e o clube vai negociar com eles determinados pormenores. Por isso, quando digo que não anunciamos dispensas é porque nós temos atletas que têm contrato e que precisamos negociar”, explicou.

Dos jogadores já confirmados para a época 2012 constam os guarda-redes, Lamá, Jotabé e Nelson, os defesas Miguel, Joka, Bastos, Etah, Cassoma, Mabiná, Loló e Adbul, os médios Chara, Mateus, Dani, Day Day, Job, Chiló, Mira e Mano, e os avançados Love Cabungula, Kêmbua e Mabululu.

O dirigente tricolor afirmou que alguns jogadores que ainda têm contrato com o clube vão ser emprestados a outros emblemas nacionais e outros podem ter um tratamento diferenciado, como é o caso de Santana Carlos. “Os que mencionei já têm a sua permanência garantida e os que não mencionei, alguns serão dispensados, outros terão tratamento diferenciado por causa dos contratos que ainda têm e o Santana está nestas condições”, concluiu.

Santana Carlos, de 28 anos, que este ano marcou apenas dois golos, foi o melhor marcador do Girabola’2008, com 20 golos. Formado nas escolas do Catetão, o avançado conquistou três títulos de campeão nacional, um com a camisola do Sagrada Esperança, em 2005, e dois com o Petro de Luanda, em 2008 e 2009.

Tomás Faria
confiante no futuro


O vice-presidente para o futebol do Petro de Luanda, Tomás Faria, afirmou, em Luanda, estar muito confiante no futuro da equipa nas próximas temporadas, sobretudo em 2012, face ao crescimento do clube.Em conferência de imprensa, realizada sábado no complexo Demóstenes de Almeida, o homem forte do futebol da formação “tricolor” afirmou que a equipa vai estar mais compacta em 2012.

Esclareceu que o clube está coeso, não só pelos níveis apresentados na presente temporada, mas também pela força de vontade e crer dos seus atletas, assim como da equipa técnica, comandada pelo sérvio Miroslav Maksimovic.“No ano passado, fizemos uma grande revolução na nossa equipa ao lançarmos seis jovens que nunca haviam disputado um Nacional de seniores e fizeram muito boas exibições, apesar de cometerem algumas falhas, admitidas pela falta de experiência”, sustentou.

Em comparação com a época 2010, a equipa marcou mais oito golos, somou um ponto a mais e a ficou na terceira posição, contra o quinto lugar da edição transacta do Girabola.“Temos algumas necessidades e estas vão ser colmatadas com a vinda de mais um guarda-redes, um defesa central, um jogador do meio-campo e também outro do ataque”, disse.

O dirigente referiu que estes jogadores podem vir de alguns clubes nacionais ou ainda de países como a Nigéria, RDC, Quénia, África do Sul ou do continente europeu, em especial de Portugal.Os “tricolores” estão já no mercado à procura de seis reforços, dos quais dois vêm do estrangeiro para se juntar ao central camaronês Michel Etah.Para a próxima temporada (2012), o plantel tem 29 jogadores, com realce para a subida dos jogadores Abdul e Mira, enquanto Joka deixa a posição de ponta-de-lança e passa actuar como lateral direito.

Caála renova contrato
com plantel principal


Depois de anunciar, na sexta-feira, a continuidade do técnico Luís Aires no comando da principal equipa de futebol na próxima época, o vice-presidente desportivo do Clube Recreativo da Caála, Moisés Feliciano, confirmou domingo à Angop, no Huambo, que a direcção do grémio já renovou os contratos com os seus principais jogadores, alguns dos quais estavam a ser alvo de cobiça de outros clubes nacionais.

Trata-se do guarda-redes Capessa, os defesas Buba e Elias, os médios Celson e Osório, além do avançado Paizinho, que prolongaram as suas respectivas ligações ao clube por mais uma época.O dirigente do único representante da província do Huambo ao Girabola, garantiu também a continuidade dos guarda-redes Lokwa e Estêvão, do polivalente Vidigal, do defesa Maurício, do médio Vovô e do avançado Femi, que ainda têm mais um ano de contrato com o conjunto.

Quanto aos médios Dário e Dudu, também bastante pretendidos por outras equipas, Moisés Feliciano disse ser pretensão da direcção do Caála mantê-los no plantel, apesar de alguns impasses que se registam no processo negocial, já que ambos estão em fim de contrato.

Informou que, ao contrário das duas épocas anteriores, no próximo ano, o Recreativo da Caála vai apostar no mercado nacional, tendo garantido estarem em conversações bem avançadas com alguns jogadores que vão reforçar o plantel em 2012.Anunciou para finais deste mês a divulgação dos futebolistas dispensados, alguns por fim de contrato e outros pela fraca exibição patenteada em 2011, em que a equipa se quedou na quarta posição.