Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Sector defensivo pouco eficaz

Augusto Panzo - 17 de Janeiro, 2019

Zona defensiva e a baliza vem denotando maior fraqueza no regresso da equipa no Girabola

Fotografia: Joo Gomes | Edies Novembro

O sector defensivo da equipa do ASA tem sido o elo mais fraco da equipa na presente edição do Girabola Zap 2018/2019. As estatísticas do clube têm registado, apesar de estarem disputadas apenas 12 dos 30 jogos que compõem o calendário do campeonato, falta de acutilância e concentração.
Os aviadores sofreram 13 golos, uma média de um por partida, e fazem parte do grupo das que mais tiveram a baliza violada nesta primeira volta. Os números da equipa do aeroporto contrasta com os do tri-campeão, que ainda não sofreram até ao momento.
Desta safra negativa da formação orientada por José Dinis pesam sobre Guilherme, o guarda-redes até aqui mais utilizado nove golos, contra quatro do seu companheiro Feliciano, que tem sido a opção nos últimos três jogos.
A situação tem sido constrangedora para o técnico, mas este sempre se mostrou sereno quando se aborda esta questão, já que reconhece haver alguma inexperiência da maioria dos seus jogadores. \" Muitos destes jovens estão a disputar a sua primeira época no  Girabola\", justificou ao nosso jornal.  Mas nem tudo é negativo no plantel do ASA. Enquanto a baliza se apresenta com alguns furos abaixo, o sector atacante vem demonstrando uma certa eficácia com novos golos na sua conta, com saldo negativo de três.
Neste capítulo o cartão de visita da equipa aviadora é o atacante Modeste que, à semelhança dos seus colegas do plantel, tem pouca experiência num campeonato com a pressão e a exigência desta prova. O seu forte é o faro para as redes adversárias.
A sua presença na lista dos melhores marcadores com os cinco tentos apontados, dos nove da sua equipa, é a prova mais que evidente da sua capacidade de concretização. Contudo, não obstante a sua eficiência a situação classificativa do ASA nesta recta final da primeira volta do Girabola Zap 2018/2019 inspira cuidados, já que mais dois deslizes a equipa pode descer para a última posição da tabela classificativa.