Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Ser que desta acertam?

Honorato Silva| - Ndola - 25 de Janeiro, 2020

Equipa assume discurso virado para conquista de trs pontos

Fotografia: Vigas da Purificao | EDIES NOVEMBRO

Na última posição do Grupo A, com os mesmos dois pontos do Zesco United da Zâmbia, adversário de hoje,  às 17h00 de Angola, no Estádio Levy Mwanawasa, em Ndola, o 1º de Agosto está focado em vencer, na 24ª edição da Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol.
Sem se condicionar pelo desfecho do Zamalek-TP Mazembe, que se disputou,  ontem à noite, na cidade do Cairo, do qual dependia a continuidade na corrida aos quartos -de -final, a equipa militar do Rio Seco, orientada pelo bósnio Dragan Jovic, assume um discurso virado para a conquista de três pontos.
“Independentemente do resultado do jogo de mais logo, (ontem) no Egipto, é importante vencermos amanhã (hoje). Por tudo que a direcção tem feito, em especial o nosso presidente, no sentido de criar as melhores condições para a equipa e pela confiança depositada pelos sócios e adeptos do clube, temos a obrigação de sermos competitivos. Vamos entrar focados na vitória”, disse o treinador dos rubro - negros.
 Há seis anos ligado à estrutura técnica dos tetra - campeões, com interregno de uma época, conduzida pelo sérvio Zoran Maki que levou a equipa às meias-finais, em 2018, Jovic lamenta o empate (1-1) cedido na primeira jornada, em casa, diante dos zambianos, elogia o crescimento competitivo dos seus jogadores.
“Hoje, estaríamos a fazer outras contas, se não deixássemos escapar aqueles dois pontos. Ainda assim, a nossa equipa tem jogado de forma digna, num grupo que reúne dois dos três clubes mais bem sucedidos em África, TP Mazembe e Zamalek, a par do Al Ahly do Egipto. É importante prestar atenção aos detalhes, que no final acabam por influenciar os resultados.
Felizmente, temos um presidente ambicioso, que elevou a fasquia. Esta ambição tem tido retorno. Basta ver que quando cheguei, há seis anos, éramos décimos, no Girabola. Em pouco tempo conseguimos estar entre os dez melhores de África. Temos de explorar tudo isso”, argumentou o treinador.
 Com o plantel disponível, quase na totalidade, excepto os lesionados Zito Luvumbo e Atouba, o 1º de Agosto vai, a princípio, lançar de início, Neblu - Paizo, Masunguna (cap), Bobó e Isaac - Macaia, Mário, Ibukun, Ary Papel e Nelson da Luz - Mabululu. Estão ainda disponíveis: Tony Cabaça, Natael, Bonifácio, Buá, Mongo, Kila e Lionel Yombi.