Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Soares dá favoritismo aos sambilas

Benigno Narciso, no Lubango - 03 de Março, 2018

Mário Soares pretende contrariar o Progresso fora de casa

Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

O técnico do Desportivo da Huíla, Mário Soares, qualificou o histórico e o potencial que representa a equipa do Progresso Sambizanga no futebol nacional, como factores que atribuem favoritismo ao adversário de amanhã, às 16h00 no Estádio dos Coqueiros, em Luanda, a contar para a quarta jornada do Girabola Zap 2018.
“O favoritismo é todo do Progresso Sambizanga pelo que é o seu histórico no futebol nacional, pelas unidades com qualidade, e acima de tudo, por ser uma equipa muito bem orientada”, reconheceu.
Rejeitou, que a alegada falta de ritmo competitivo que “afecta” o Progresso Sambizanga por só realizar um jogo, favoreça a formação huilana que já disputou três desafios. Por isso, admite enormes dificuldades no reduto do adversário.
“Vai ser um jogo que vamos enfrentar muitas dificuldades. Isso, pode jogar como faca de dois gumes, porque nós com alguns jogos, e o Progresso fresco a começar agora apenas com um jogo realizado. A diferença de ritmo competitivo pode não se fazer sentir, e aí, agente considerar um jogo muito difícil”, referiu.
O técnico classificou o desafio como de “muito importante”, pois, a prestação da equipa serve de amostra ou revelação ao que o conjunto vai praticar ao longo do resto do campeonato.
“O nosso princípio, é pensar jogo a jogo, consideramos que esse com o Progresso acaba por ser muito importante, porque pode ditar o que fazer ao resto do campeonato”, disse.
A fazer jus às responsabilidades e obrigações, Mário Soares deixou perceber que ainda assim não são favas contadas, pelo que o adversário vai ter de aplicar-se a fundo, se quiser concretizar os seus intentos. Neste sentido, o Desportivo dispõe de argumentos e estratégia para se defender e surpreender.
“O jogo não será difícil apenas para o Desportivo. Pode ser difícil para as duas equipas, porque temos argumentos suficientes para chegar a Luanda e contrapor os intentos que o Progresso apresentar para vencer”, exteriorizou.
A equipa afecta à Região Militar Sul, motivada pelo triunfo  de 3-1 conquistado em casa na jornada anterior, no jogo com o Cuando Cubango FC, goza de saúde e por isso, sem impedimentos para o técnico perspectivar a equipa no máximo das suas forças.
O experiente Manucho Dinis, que desfalcou o conjunto na jornada anterior, deve integrar o \"onze\" inicial.