Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Soluo da crise saiu do "banco"

Manuel Neto - 19 de Abril, 2015

Richi marcou o golo da vitria

Fotografia: Jornal Desportos

A entrada de um novo técnico (embora Albano César tenha visto o jogo nas bancadas) e o empate na ronda passada, diante do Kabuscorp do Palanca, acabaram por galvanizar os sambilas no duelo de ontem, diante do Desportivo da Huíla, e marcou o regresso da equipa às vitórias.

O triunfo por 2-1, embora apertado, acabou por devolver a alegria aos sambilas, num jogo marcado pelo equilíbrio. Ainda assim, foi o Progresso quem procurou chamar si o ascendente da partida, praticando um futebol de toque rente à relva e que coloca em sobressalto o último terço adversário.

Os militares da Região Sul, longe de serem a plateia do jogo, arregaçaram as mangas e foram dando respostas positivas ao adversário. O primeiro aviso surgiu aos 15 minutos, quando Cassinda à entrada da pequena área desferiu um remate forte que passou aos escassos metros da baliza de Tity.

Os sambilas que haviam baixado as suas linhas, realizavam excelentes triangulações, mas ficavam apenas no seu sector intermediário, porque o seu tridente de médios formado por Luís, Abel Manfuíla e  Milambo não municiavam  o ataque. Os militares acreditaram que o seu potencial era suficiente para desfeitear o seu adversário e aos 35´, Beybe fez um golo de antologia. Remate de fora da área, tendo a bola entrado no ângulo superior de Titi que se limitou a ver a banda a passar.

Os sambilas reagiram de imediato com Milambo a fazer o empate.
A segunda parte não teve muitas novidades. As equipas apresentaram-se tal como entrara na primeira parte: Grande volume de jogo a nível do meio-campo, mas o caudal ofensivo continuava curto. O Progresso a jogar em casa sabia que o empate não seria tudo, acelerou fundo e Richi, que veio do "banco" disse "sim" ao concluir com êxito uma bela assistência de Yano, eram passados 74 minutos.

A equipa de arbitragem liderada por Rodrigues Aleixo, coadjuvado por Francisco Vandú-nem e Nicodemos Calembela fez um trabalho razoável.

OPINIÃO DOS TÉCNICOS

Francisco Fernandes
(Progresso) - "Fomos felizes"

“Há muito que procurávamos por esta vitória e hoje (ontem) chegou. Fomos felizes, os nossos jogadores foram valentes. Por isso, os nossos parabéns vão para os atletas e para os adeptos que souberam nos acompanhar nos bons e maus momentos. Em suma, esta vitória estende-se ao empenho da direcção, equipa técnica e atletas”.

                                                           
Ivo Traça
(CD Huíla) - "Faltou muita coisa "

“Acho que não nos apresentamos bem desde os primeiros minutos. Hoje (ontem) faltou muita coisa e não temos nada a nos queixar. O Progresso ganhou bem. Agora temos de levantar a cabeça  e continuar a trabalhar  na correcção e potenciação da equipa para o jogo da próxima quarta-feira”.