Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Sonho de trofu estimula aspiraes dos atletas

Benigno Narcisco , no Lubango - 05 de Agosto, 2019

Plantel huilano encara o jogo desta tarde optimista em erguer o trofu

Fotografia: ARO MARTINS | Edies Novembro

O sonho de inscrever, nas respectivas carreiras, a conquista de um troféu nacional, eleva a moral e o comprometimento dos atletas do Desportivo da Huíla em defender hoje, a partir das 17h00, em Luanda, no desafio decisivo, a vantagem (1-0) trazida da primeira mão, para a obtenção de um resultado que possibilite conquistar a Supertaça.

O sub – capitão da formação afecta à Região Militar Sul, Sidney, que traduziu ontem, nesta cidade, o estado de ânimo do grupo antes da viagem, assegurou que vão entrar em campo com as cautelas que se impõem para não serem surpreendidos. “Temos de entrar em campo com as maiores cautelas e fazer o nosso jogo, vamos nos bater e lutar para a conquista deste troféu”, destacou.

O lateral esquerdo da formação huílana disse que cada atleta está ciente das responsabilidades que pesa sobre a equipa, por estar em disputa o título da prova que abre a época futebolística nacional e o grupo sabe que apesar da vantagem alcançada no desafio da primeira mão, que se disputou no Estádio do Ferroviário, no Lubango, nada está decidido, a julgar pelo potencial do adversário.

Revelou que no seio do grupo reina o desafio de efectuar uma melhor prestação, em relação à registada em casa. “Nada ainda está decidido. Temos ainda este jogo da segunda mão. Cada um de nós sabe que chegamos aqui por mérito próprio, estamos a fazer a abertura da época que é uma grande responsabilidade. Todas as equipas gostariam de jogar a Supertaça e vamos determinados para fazer melhor em relação ao primeiro jogo. Queremos erguer o troféu”, realçou.Sidney reconhece a força colectiva e individual do adversário, o que na sua perspectiva obriga o Desportivo a não temer, mas a adoptar cautelas redobradas. Afirmou que o campeão nacional é uma equipa que a jogar em casa é super forte, mas susceptível de perder. 

 “E, sabemos que em casa, o 1º de Agosto é uma equipa super forte, mas não é invencível. Vamos nos bater, fazer o nosso jogo e lutar pelos nossos objectivos. O primeiro jogo foi um bom teste e esperamos que este também o seja, porque qualquer um gostaria de erguer esse título”, declarou declarou. 

PALMARÉS
Vencedores das 32 edições 

O 1º de Agosto, o papão das conquistas da Supertaça, com nove troféus, procura esta tarde a Décima, quando receber o Desportivo da Huíla, no jogo decisivo da competição. 
Na partida da primeira "mão", realizada na passada sexta-feira, no Estádio do Ferrovia, os rubro e negro (vencedores da Taça de Angola) perderam por 1-0. Enquanto o 1º de Agosto procura manter a hegemónia, o adversário pretende erguer pela primeira vez esta tarde o tão almejado troféu.  

Ano vencedores
1985 - 1º de Maio de Benguela
1986 - Interclube
1987 - Petro-Atlético de Luanda
1988 - Petro-Atlético de Luanda
1989 - Não se realizou
1990 - Não se realizou
1991 - 1º de Agosto
1992 - 1º de Agosto
1993 - Petro de Luanda
1994 - Petro de Luanda
1995 - Independente do Tombwa
1996 - ASA
1997 - 1º de Agosto
1998 - 1º de Agosto
1999 - 1º de Agosto
2000 - 1º de Agosto
2001 - Interclube
2002 - Petro de Luanda
2003 - ASA
2004 - ASA
2005 - ASA
2006 - ASA
2007 - 1º de Agosto
2008 - Interclube
2009 - Santos FC
2010 - 1º de Agosto
2011 - ASA
2012 - Interclube
2013 - Petro de Luanda
2014 - Kabuscorp
2015 - Recreativo do Libolo
2016 - Recreativo do Libolo
2017 - 1º de Agosto
2018 - Não ser realizou
2019- ?