Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Tcnico do Desportivo partilha xitos

Benigno Narciso , No Lubango - 30 de Agosto, 2018

Mrio Soares agradece adeptos huilanos pelo apoio equipa ao longo da poca

Fotografia: Santos Pedro | Edies Novembro

 

O técnico principal do Desportivo da Huíla, Mário Soares, qualificou ontem, no Lubango, a força motivacional e a fidelidade revelada nos bons e maus momentos pelos adeptos e população local como um dos factores “decisivos” que impulsionaram a campanha positiva da equipa e a concretização dos objectivos no Girabola Zap 2018.
Mário Soares, que cumpriu os objectivos impostos sobre si pela direcção do clube, que passavam por assegurar a manutenção no Girabola Zap e figurar entre os sete primeiros classificados, designou que o público foi o principal obreiro do êxito alcançado pela formação afecta à Região Militar Sul.
“Em primeiro lugar tenho que agradecer esse público do Lubango em particular e da província no geral, que, nesta época de 2018, esteve sempre connosco nos bons e maus momentos da equipa. São os principais obreiros daquilo foi a nossa campanha, ao longo da época”, engrandeceu.
O jovem treinador, que cumpriu, neste Girabola Zap 2018, o seu segundo ano de contrato e que deve continuar à frente dos destinos técnicos do único representante da Huíla na prova, disse esperar a mesma postura, colaboração e força dos aficionados locais ao longo da próxima edição da competição.
“Temos que nos sentir satisfeitos e por isso termino como comecei: o meu muito obrigado a esse povo da Huíla, que esteve sempre connosco e por isso para a próxima época 2018/2019, que começa já daqui a dois meses, esperemos que continue a ser o nosso craque”, reforçou.
O conjunto huilano, que folga no próximo fim-de-semana, para a última jornada, a 30ª do Girabola Zap 2018, por desistência do JGM do Huambo, soma 36 pontos e ocupa a sexta posição dai que, vai continuar assim a manter a representatividade da província na maior prova futebolística do país na próxima edição da prova, que arranca em Outubro próximo. 
A equipa de Mário Soares, dos 29 jogos que disputou, obteve oito vitórias e doze empates. Consentiu apenas seis derrotas. Marcou dezasseis golos e sofreu 14.