Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Tcnico reprova atitude dos crticos

BENIGNO NARCISO - LUBANGO - 10 de Maio, 2018

A equipa tenha averbado uma nica derrota e tangencial,

Fotografia: Jornal dos Desportos

O técnico do Desportivo da Huíla, Mário Soares, contestou ontem no Lubango a avaliação feita pela crítica desportiva e pelos adeptos do clube, que dão nota negativa aos últimos cinco resultados obtidos no Girabola Zap 2018, diante de adversários candidatos ao título.
“Considero resultados normais. Dos cinco jogos, três aconteceram fora de casa onde fomos buscar pontos. Outros dois, obtivemos cá em casa, diante de dois crónicos candidatos ao título, nomeadamente, Recreativo do Libolo e outro foi o Petro de Luanda”, justificou.
Revelou que os resultados obtidos não fogem aos preconizados pela equipa técnica, dado o peso dos adversários. Reforçou, que em qualquer uma das partidas, o objectivo máximo era a vitória. “São resultados que não fogem muito, daqueles que foram preconizamos”, realçou.
Lamentou, que nas últimas cinco jornadas, a equipa tenha averbado uma única derrota e tangencial, por 1-0, diante do 1º de Agosto, em Luanda. “ Se tivermos em conta que mesmo esses cinco jogos sem vencer, posso considerar resultados normais”, disse sem qualquer ressentimento.
Reforçou que perder com o campeão nacional, não é qualquer escândalo. “Tivemos uma única derrota com o 1º de Agosto, um crónico candidato ao título, com quem perdemos com um resultado tangencial, perdemos por 1-0, o que não belisca o que são os nossos objectivos e não tem implicação nas nossas contas”, disse.
Para o jogo referente à 15ª jornada, a equipa afecta à Região Militar Sul recebe em casa no estádio do Ferroviário, no Lubango, a formação do Recreativo da Caála, um adversário considerado do seu campeonato.