Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Teixeira crente na permanncia

Gaudncio Hamelay, no Lubango - 08 de Setembro, 2016

Hlder Teixeira convicto da permanncia dos proletrios no Girabola

Fotografia: M. Machangongo

A equipa técnica e jogadores do Estrela 1º de Maio de Benguela estão convictos na permanência da equipa no Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola Zap, competição em que ocupa a 12ª posição da tabela de classificação com 23 pontos. A informação foi avançada ao Jornal dos Desportos, no Lubango, pelo treinador Hélder Teixeira. 

Hélder Teixeira reconheceu que a luta para manter os proletários no Girabola Zap é grande, porque existem outras equipas que estão também na zona  de despromoção.

“A luta é grande. E, não é só, o 1º de Maio de Benguela. Há 7 ou 8 equipas que ainda não deixaram a linha de água. Por isso, a luta ainda é grande. Vamos lutar com o objectivo de manter a equipa na primeira divisão. Sabemos das dificuldades que teremos, que é lutar bastante, mas ainda assim, o faremos de formas a manter a equipa na prova”, assegurou.

O treinador proletário admite nesta fase derradeira uma competição muito mais renhida, pelo facto da luta recair sobre as formações que ambicionam os primeiros lugares, e  de outras que lutam pela não despromoção.

“A luta é renhida e estamos conscientes disso. Mas acredito que o 1º de Maio está a atravessar um bom momento. Está forte e creio na possibilidade , isso é quase certo, que vamos permanecer na primeira divisão”, realçou.

O treinador do 1º de Maio de Benguela referiu que a equipa técnica aproveitou  da melhor maneira os 19 dias de paragem registados no Girabola Zap 2016, devido aos compromissos dos Palancas Negras,  efectuou um jogo de controlo com o Clube Desportivo da Huíla no sábado, no Lubango, que serviu para avaliar o nível que se encontra o grupo.

Hélder Teixeira destacou que ao longo do amigável observou que o nível técnico do conjunto proletário está bom, e o grupo apresenta indiciadores fortes.

“Não foi pelo resultado que tivemos aqui no Estádio do Ferroviário da Huíla, de 1-0,  mas pelo que o 1º de Maio de Benguela monstra, ou seja, que realmente está forte. Daí, que é sempre bom fazermos este tipo de controlo, para termos uma avaliação de que nível está o nosso plantel. O treino realizado com o Desportivo da Huíla foi bastante importante, porque tiramos algumas ilações”, sublinhou.


AVALIAÇÃO
Hélder Teixeira
reprova pausas


Em razão dos compromissos da Selecção Nacional  e da disputa da Taça Patrono da FESA, o Girabola Zap 2016 observou um interregno de 19 dias. Para o treinador do 1º de Maio de Benguela, Hélder Teixeira, as paragens nunca são positivas, porque uma equipa que apresenta um certo ritmo competitivo, baixa de rendimento com a pausa da competição.

“Os interregnos nunca são positivos, pois podem afectar uma equipa com certo rendimento. Nós os treinadores temos de tentar uma avaliação e cumprir um programa de treinos para que possamos ter a equipa ao mesmo nível ”, sustentou.

A faltar oito jornadas para o término do Girabola Zap 2016, Hélder Teixeira faz avaliação positiva dos jogos realizados e acrescentou que há bastante competitividade.

Disse haver um nível alto em termos de qualidade de jogadores e acredita que nas últimas jornadas vai ser um campeonato bom de se ver.  O treinador dos proletários de Benguela antevê um jogo difícil com o Atlético Sport Aviação (ASA), referente à 23ª jornada do campeonato, adversário que considera  “muito difícil”, principalmente quando joga em casa, mas o 1º de Maio prepara as “armas” suficientes para contrariar as intenções dos aviadores.

Acrescentou que o ASA é uma equipa que ainda está na linha de água.  “É um ASA com resultados positivos e a jogar bem. Vai ser um jogo muito difícil, mas o 1º de Maio também tem suas armas para que realmente possamos tirar ali um ponto , o que reconhecemos não será nada fácil”, reconheceu.
 GH